quinta-feira, 30 de maio de 2013

Leitoa Assada na Cerveja com Farofa de Miúdos e Bacon



Hoje é feriado, vamos abusar?
Que tal um leitão assada na cerveja com farofa? Você achou abuso demais?
Ah... só hoje. Hoje pooooode.
Então bora pra cozinha abusar?
Você vai precisar:
01 leitão inteiro
tempero mineiro caseiro (01 colher de sopa por quilo do leitão)
Pimenta do reino a gosto
02 a 03 limões grandes
03 latas de cerveja
Farofa de Miúdos com Bacon
miúdos do porco (quantidade a gosto)
02 pimentas bode picadinhas
250 gramas de bacon picado em cubinhos
500 gramas de lingüiça fina tipo guanabara em rodelas fina
01 cebola grande em cubinhos
03 dentes de alho
sal e pimenta do reino a gosto
farinha de mandioca q.b.
óleo q.b.
cerejas frescas para decorar
Modo de fazer: Com antecedência de no mínimo 24 horas tempere a parte interna do leitão com o tempero caseio, pimenta do reino moída e suco do limão. Passe tempero caseiro na pele do leitão. Atenção não deixar a pele molhar com o suco do limão. Reservar na geladeira.
Higienize as latas de cerveja, cubra o lado de fora com papel alumínio, abra a cerveja e arrume na assadeira, colocando sob pernis traseiros e uma sob a abertura no pescoço (como mostro na foto abaixo, na foto não embrulhei as latas para que pudessem ver melhor).
Leve ao forno a 260º até assar (aproximadamente 6 horas), quando estiver quase assado coloque o forno no máximo para pururucar a pele (+/- 01 hora).
Farofa de Miúdos e Bacon: Pique os miúdos do porco, tempere com sal e pimenta do reino e pimenta bode picadinha. Em uma panela de fundo grosso com 02 colheres de sopa de óleo refogue os miúdos e vá pingando água até cozinhar, quando estiver cozido, deixe fritar por uns 03 minutos e retire.
Na mesma panela frite o bacon, quando ele estiver quase frito, acrescente a linguiça e deixe fritar bem, coloque os miúdos, misture deixe 03 minutos acrescente a cebola quando ela estiver transparente acrescente o alho, deixe até começar a dourar. Acrescente a farinha aos poucos, misturando sempre, acerte o sal, se necessário. Deixe a farinha cozinhar por uns 04 minutos mexendo sem parar.
Montagem: Coloque o leitão inteiro, ou em partido em pedaços em uma travessa de servir, ao lado coloque a farofa, decorre com as cerejas e sirva.
Dica: Não deixe a pele do leitão molhar, senão ela não vai pururucar.


quarta-feira, 29 de maio de 2013

Alcatra Cremosa Assada na Batata ao Pesto de Salsinha

As vezes temos que ser muuuuito criativas na cozinha para que o almoço ou jantar nosso de todo dia não cai na mesmice.

Esta carne surgiu desta necessidade, de inovar, repaginar, dar novo sabor, a mesma carne. E não é que deu certo?!

Ficou muito saborosa, tanto que já repeti algumas vezes. Infelizmente não consegui uma foto que tenha ficado a altura do sabor, mas não desaminem por isto, rsss.

Então bora pra cozinha que definitivamente vale a pena experimentar.




03 batatas grandes descascadas e picadas em rodelas de 01 dedo de largura
01 maço de salsinha
02 dentes de alho
azeite extra virgem
sal
800 gramas de alcatra picada em pedaços médios com 02 dedos de largura 
01 envelope de sopa de cebola
200 ml vidro de leite de coco
200 ml de creme de leite (usei de caixinha)
100 ml de requeijão cremoso

Modo de fazer: Tempere a carne com o creme de cebola e reserve.

No liquidificar coloque a salsinha, alho, sal (pouco),  e o azeite aos poucos (o suficiente para fazer um molho tipo pesto grosso), reserve.

Descasque a batata, já higienizada, e pique em rodelas, coloque em uma vasilha e jogue o pesto de salsinha por cima, misture bem para incorporar por toda a batata.

Em um refratário untado com azeite coloque a batata, por cima a carne temperada.

Bata no liquidificador o creme de leite, leite de coco e requeijão. Jogue este creme por cima da carne.

Cubra com papel alumínio e leve ao forno a 240º para assar ( aqui em casa deixei 25 minutos com papel alumínio e 20 minutos sem papel alumínio).
Sirva quente, acompanhado de salada verde. O molhinho que fica no fundo da travessa é divino.

Dica: Pode substituir por outra carne macia, por frango ou peixe mais firme, nos dois últimos casos, acertando o tempo de forno.


segunda-feira, 27 de maio de 2013

Panquecas de Abobrinha

Já sei já sei, tô sumida da minha cozinha e da cozinha de vocês, é que o dia para mim esta precisando de ter 32 horas, muitos projetos, muita coisa para colocar em ordem, obras em casa, funcionária doente, tudo junto e misturado de uma só vez (só para vocês entenderem o caos que esta passando pela minha vida, mas vai passar).

Para me redimir, um pouquinho, com vocês trouxe um verdadeiro manjar dos deuses, ou melhor, da abobrinha.

 A Dinha fez esta maravilha e eu na hora sabia que tinha que fazer também, literalmente babei na hora que vi. Gente esta panqueca é tudo e mais um pouco. Eu tinha ideia que iam ficar boas só não estava preparada para este verdadeiro manjar (você ainda não conhece os Piteis da Dinha? Não acredito!!!! Corre lá, pois esta perdendo cada gostosura).

Então bora pra cozinha, que estas panquecas vão lhe surpreender




01 abobrinha grande (ou 02 pequenas)
sal e pimenta à gosto
01 ovo batido
03 colheres de sopa de queijo ralado (usei minas curado)
0 1 iogurte tradicional (usei grego)
60 g de farinha de trigo
04 gramas de fermento em pó (usei 1 colher de chá)

Modo de fazer: Higienize e rale as abobrinhas. Depois de raladas, tempere com sal e pimenta e deixe na peneira por +/- 15 minutos para escorrer toda a água, aperte com as mãos, pressionando para retirar o restante de água.

Coloque a abobrinha em uma tigela e acrescente o ovo batido, o queijo ralado, o iogurte, farinha de trigo e o fermento em pó, misture bem e reserve.
Em uma frigideira untada com óleo,coloque colheradas de massa e espalhe como  panquecas ( +/- 2 colheres de sopa de massa), doure dos 2 lados  coloque em travessa e mantenha aquecida.

Decore a gosto e sirva.


Dica: Pode decorar com algumas cascas da abobrinha como a Dinha fez ou com cebolinha verde, como eu fiz.

A minha receita rendeu 10 panquecas médias.

sexta-feira, 17 de maio de 2013

Coração Braseado


E muitos vivas!!!!! Ela chegou. A sexta feira!!!

Pro buteco? A cerveja já tá geladíssima.

Então bora pra cozinha que hoje a cerveja tá até no tira gosto.





01 coração de boi limpo
01 colher de sopa de tempero mineiro caseiro
02 dentes de alho
01 cebola média
02 pimentas dedo de moça
01 maço de cebolinha verde
01 lata de cerveja branca (usei de trigo)
300 gramas de toucinho de barriga em cubos
agulha e barbante culinário
sal e pimenta do reino moída a gosto
01 cebola grande

Mandioca na Manteiga de Chimichurri
500 gramas de mandioca cozida
01 colher de sopa de manteiga
chimichurri a gosto
sal

Modo de fazer: No liquidificador bata os ingredientes do tempero: a cerveja, alho,  01 cebola média, cebolinha verde, pimenta dedo de moça e tempero mineiro caseiro, reserve.

Em uma vasilha coloque o toucinho de barriga e tempere com sal e pimenta do reino moída, reserve. Pegue o coração, já limpo, e nas cavidades (onde retirou as veias) recheie com o toucinho, costure. Coloque em uma vasilha despeje o tempero batido no liquidificador e deixe na geladeira de um dia para o outro.

Leve para assar na churrasqueira, regendo com o caldo da marinada.

Descasque a cebola e coloque para assar inteira na brasa.

Mandioca na Manteiga de Chimichurri: cozinhe a mandioca em água com sal. Assim que estiver cozida pique em pedaços pequenos, reserve.

Em uma panela coloque a manteiga, leve ao fogo, assim que derreter coloque o chimichurri (usei 01 colher de café), salteie a mandioca nesta manteiga, acerte o sal de necessário.

Sirva o coração acompanhado da mandioca na manteiga de chimichurri e da cebola assada fatiada. E claro, de uma cerveja gelada.

Dica: Se preferir pode assar no forno, neste caso coloque em uma assadeira com metade da marinada, cubra com papel alumínio e leve ao forno médio até assar (+/- 40 minutos, dependendo do forno pode ser mais ou menos, vá observando) após assado retire o papel alumínio e deixe corar.





quarta-feira, 15 de maio de 2013

Costelinha de Porco ao Perfume de Pimenta do Reino com Pimentões e Cebola


Tenho andado em uma correria tão louca que o tempo tem sido curto e a contragosto algumas coisas, como a minha cozinha e visita cozinhas ‘dasamigas’ e ‘dosamigos’ (mas sei que vocês entendem, afinal amigo é isto), tem ficado em marcha lenta.

E em homenagem a todos vocês trouxe uma costelinha de porco, que para dizer o mínimo, ficou fenomenal e vocês não podem ficar sem provar.

Então bora pra cozinha que ainda da tempo de fazer para o almoço.




01 kg de costelinha de porco
suco de 02 limões siciliano
01 colher de sobremesa de tempero mineiro caseiro
Pimenta do reino moída
01 pimentão vermelho em tiras
01 pimentão amarelo em tiras
01 cebola roxa em meia lua
03 dentes de alho em lâminas
02 colheres de sopa de manteiga
01 colher de sopa de azeite
30 ml de água
sal
óleo

Modo de fazer: Limpe a costelinha retirando o excesso de gordura, tempere com o suco de limão, tempero caseiro e a pimenta do reino (coloquei uma quantidade boa, mas cuidado), deixe descansar por 30 minutos.

Em uma panela de fundo grosso coloque o óleo e leve ao fogo para esquentar, assim que estiver bem quente coloque a costelinha e deixe refogar bem (+/- 15 minutos) mexendo de vez em quando, assim que refogar vá pingando água até a costelinha cozinhar e ficar macia, logo após retire-a da panela e coloque em uma travessa de servir e guarde aquecida.

Abaixe o fogo e acrescente a água e com o auxílio de uma colher raspe o fundo da panela ajudando a deglaçar o suco da carne que ficou preso, retire o liquido e reserve.

Na mesma panela, agora em fogo alto, coloque a manteiga o azeite e a cebola, assim que a cebola ficar transparente, coloque o alho e deixe começar a dourar, junte os pimentões, misture por 01 minuto, volte com o liquido reservado para a panela, misture e deixe por 01 minuto em fogo alto, desligue e jogue por cima da costelinha.

Sirva acompanhada de arroz branco.

Dica: Cuidado na hora de colocar pimenta do reino, ela deve ser sentida,  mas não se sobressair.

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Fim de Noite


Chegou a tão aguardada sexta feira.

A cerveja já vai para mesa. E como o frio anda rondando o buteco hoje tem o típico tira gosto de final de noite.

Então bora pra cozinha que hoje vamos amanhecer o dia.



Para 02 porções

500 gramas de batata cozida e espremida
01 colher de sopa cheia de manteiga
01 colher de sopa da gordura da costela (após cozida)
01 cebola media em cubos pequenos
leite q.b.
800 gramas de costela
200 gramas de lingüiça de pernil apimentada
03 dentes de alho espremidos
tempero mineiro caseiro
sal e pimenta do reino moída
óleo para refogar
01 colher de café de corante de urucum
01 pão amanhecido ralado.

Modo de fazer: Retire o excesso de gordura da costela, tempere com ½ colher de sopa de tempero mineiro caseiro e a pimenta do reino, deixe descansar por 20 minutos.

Coloque a lingüiça em um tabuleiro e leve ao forno para assar, assim que estiver assada corte-a em rodelas finas

Em uma panela de pressão coloque 01 colher de sopa de óleo leve ao fogo assim que aquecer junte a costela e deixe refogar bem, mexendo de vez em quando por +/- 15 minutos. Afaste um pouco a costela, acrescente o alho e deixe fritar, assim que começar a dourar, coloque o corante de urucum e misture incorporando em toda costela, cubra com água quente tampe a panela e deixe cozinhar até quase desmanchar (aqui em casa ficou 1 hora após o início da pressão), verifique com uns 30 minutos de pressão e acrescente mais água, se necessário.

Quando a costela estiver bem cozida, retire-a do caldo, desfie e reserve. Coloque o caldo em uma vasilha e leve a geladeira para esfriar e a gordura endurecer por cima. Retire toda a gordura que endureceu, guarde 01 colher de sopa desta gordura. Reserve apenas o caldo.

Volte com o caldo para a panela, leve ao fogo, assim que ferver acrescente a costela desfiada e a linguiça em rodelas deixe ferver até o caldo secar completamente, se necessário retifique o sal.

Em outra panela coloque a manteiga, a gordura da costela e a cebola, leve ao fogo para dourar a cebola, mexendo sempre para não queimar, assim que a cebola dourar retire-a e reserve. Na mesma panela coloque a batata amassada, pimenta do reino moída, sal (pouco), misture, acrescente o leite o q. baste para dar o ponto de purê de batata (não deve ficar mole, é um purê mais encorpado).

Montagem: unte cumbucas que possa ir ao forno, com manteiga, coloque um camada fina de purê, o recheio de costela com lingüiça, a cebola dourada e por cima uma porção generosa de purê. Polvilhe com o pão ralado. Leve ao forno médio até o pão ficar dourado e formar uma casquinha crocante.

Dica: Se quiser cozinhar a costela na véspera e deixar o caldo com a gordura na geladeira de um dia para o outro fica mais fácil para retirar a gordura que forma na superfície. 


quinta-feira, 9 de maio de 2013

Pernil Assado na Cachaça

O almoço do dia das mães esta aí já na sua porta e você ainda com dúvidas do que fazer?

Chegue aqui que eu tenho a carne certa para este almoço.

Então bora pra cozinha que neste almoço sua mãe vai render elogios.

Obs: esta receita eu peguei na internet em um fórum do yahoo, tentei achar novamente o link,  não consegui e nem o link da receita original, mas sei que é no site da cachaça Vale Verde.



Para o pernil


1 pernil grande (+/- 4 kg sem osso)

suco de 03 limões
10 dentes de alho inteiros

Vinha de cachaça


500 ml de cachaça de boa qualidade

04 galhos de alecrim fresco
02 folhas de louro
01 molho de salsa
01 colher de sopa de pimenta-do-reino preta em pó
01 colher de sopa cheia de alho batido
02 colheres de sopa cheia de sal
01 xícara de chá cheia de vinho branco
01 colher de sopa cheia de colorau
1/2 xícara de chá de azeite
02 cebolas partidas em 4 partes
02 pimenta dedo moça picada

1/2 xícara de chá de água

Para o molho 


02 colheres de sopa de manteiga
01 cebola batidinha
01 colher de sopa de alho batidinho
50 ml de cachaça de boa qualidade
03 colheres de sopa de farinha de trigo
500 ml de caldo de carne caseiro (ou 01 tablete de caldo de carne dissolvido em 500 ml de água)
01 xícara de chá do caldo do cozimento do pernil
sal

Modo de fazer: Vinha de cachaça: faça um bouquet, amarrando a salsa, o louro e o alecrim. Em seguida misture todos os ingredientes em uma vasilha grande. Reserve.

Pernil: fure o pernil e distribua os dentes de alho dentro dele, coloque o suco do limão. Coloque o pernil dentro de um saco plástico grande e despeje a vinha de cachaça. Retire o ar do saco e feche-o. Dessa forma a vinha vai envolver toda a carne, evitando que você tenha que regar e virar. Deixe por 24 horas na geladeira.

Na hora de assar unte um tabuleiro grande com manteiga, coloque um pouco da vinha no tabuleiro coloque o pernil, despeje o restante da vinha ( retire o amarrado de salsa, alecrim e louro), cubra bem com papel alumínio e leve para assar em forno a 200º, pré aquecido, virando o pernil e regando com a vinha a cada 01 hora até assar (aqui em casa demorou 4 horas) .


Retire o papel alumínio e vire novamente, volte com o pernil para o forno para corar, regando sempre com a vinha.

Molho: em uma panela coloque a manteiga, o alho e a cebola leve ao fogo e deixe dourar. Acrescente a cachaça e deixe evaporar completamente o líquido, coloque a farinha de trigo e mexa bem com uma colher de pau até dourar. Retire a panela do fogo e adicione o caldo em que pernil foi cozido. Deixe ferver em fogo baixo até obter um molho consistente e acerte o tempero, se necessário.

Montagem: Fatie o pernil bem fino e arrume em uma travessa, que possa ira ao forno, regue com 1/2 concha do molho, coloque uma cebola branca picada em rodelas e volte para o forno por 15 minutos.


Coloque o molho em uma molheira e sirva com o pernil.

Dica: Não deixe o caldo em que o pernil for assado secar porque ele é usado para fazer o molho que acompanha o pernil. Caso necessário, coloque mais água no tabuleiro.


terça-feira, 7 de maio de 2013

Macarrão Dourado

Imagina uma massa boa, mas muito boa mesmo. Daquelas de comer, repetir, e rezar para não cometer o pecado da gula.
É este macarrão. Ouso dizer você nunca provou nada igual.
Então bora para cozinha que você não vai querer ficar sem experimentar.
Para 05 pessoas
01 pacote de macarrão espaguete
03 xícaras de chá abóbora moranga picada
01 cebola média
03 dentes de alho espremidos
sal, pimenta do reino moída
01 pitada de noz moscada
250 ml de creme de leite
400 gramas de carne seca dessalgada, cozida e desfiada
05 bananas em rodelas fritas
cebolinha verde para decorar
óleo, manteiga e azeite
Modo de fazer: Dessalgue a carne seca, cozinhe na panela de pressão até ficar bem macia, deixe esfriar e desfie, reserve.
Pique a banana em rodelas de 01 dedo de largura e frite em óleo bem quente, reserve.
Em uma panela coloque um pouco de óleo e a cebola, leve ao fogo e refogue a cebola até ficar transparente, coloque a abóbora, sal, pimenta do reino e vá colocando água até cozinhar. Coloque água aos pouco para cozinhar a abóbora, pois não deve ficar com muito caldo.
Assim que estiver cozida coloque no liquidificador com o creme de leite, bata até obter um creme homogêneo, reserve.
Cozinhe o macarrão conforme instruções do fabricante. Assim que estiver cozido escorre e reserve
Enquanto cozinha o macarrão, em uma panela coloque 01 colher de sopa de manteiga, ½ colher de sopa de azeite e o alho, leve ao fogo e deixe até o alho começar a fritar, despeje a carne desfiada e misture para incorporar. Retire um pouco da carne para decorar. Acrescente o creme de abóbora e a noz moscada, misture, acerte o sal se necessário, se ficar muito grosso, acrescente um pouco da água do cozimento do macarrão.
Montagem: coloque a metade do macarrão em um refratário, regue com um fio de azeite, despeje a metade molho dourado em cima, coloque metade das rodelas de banana por cima o restante do macarrão, molho e rodelas de banana, salpique cebolinha verde e a carne reservada por cima.
Sirva quente.
Dica: Para fritar as bananas deixe a gordura ficar beeeem quente para que ela não desmanche enquanto frita.
Dessalgue a carne por pelo menos 12 horas, deixando-a dentre da geladeira e trocando a água a cada 4 horas.

sexta-feira, 3 de maio de 2013

Mineirinho com Pimenta


Sexta feira quase no final... e você achou que o buteco não ia abrir?

Por problemas técnicos tivemos que abrir mais tarde hoje, mas em compensação a cerveja esta um verdadeiro véu de noiva e o tira gosto já esta quase pronto, só falta você chegar.

Então borá pra cozinha agilizar este tira gosto?




700 gramas de costelinha de porco
02 limões espremidos
pimenta do reino moído
tempero mineiro caseiro
50 ml de cachaça de boa qualidade
400 gramas de mandioca cozida
pimenta de cheiro para decorar

Molho de Cebola Roxa Apimentado

01 cebola roxa em rodelas finas
sal
+/- 01 xícara de café de vinagre de maça
um pouco de água
pimenta ardida socada(muita pimenta)

óleo

Modo de fazer: Tempere a costelinha com o suco de limão, bastante pimenta do reino e ½ colher de sopa de tempero mineiro caseiro, deixe descansar por 30 minutos.

Pique a cebola roxa em rodelas finas, coloque em uma vasilha com o vinagre, um pouco de água, sal e a pimenta bem socada, misture e reserve.

Em uma panela de fundo grosso, coloque 02 colheres de sopa de óleo, leve ao fogo e deixe o óleo esquentar bem, despeje a costelinha na panela e deixe refogar por +/- 10 minutos, mexendo sempre, coloque água aos poucos até cozinhar a costelinha, deixe a água secar completamente, acrescente a cachaça e deixe uns 03 minutos para evaporar o álcool. Deixe a costelinha fritar por uns 5 minutos, ou até ficar no ponto do seu gosto, mexendo sempre para não pegar.

Cozinhe a mandioca em água com sal, reserve.

Em uma panela de fundo grosso coloque 01 colher de sopa de óleo, leve ao fogo e deixe esquentar bem, quando estiver bem quente, jogue o molho, tampe e desligue.

Sirva a costelinha acompanhada da mandioca cozida e do molho azedo apimentado.

Dica: Se não gostar de pimenta faça o molho sem a pimenta, pois ele dá um toque especial neste prato.