sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Costelinha Californiana


Enfim sexta feira!!! E aqui é sexta feira com feriadão.

Só tem um jeito desta sexta feira ser melhor, acompanhada de uma cerveja gelada e da comida de buteco.

Então bora pra cozinha que é seeeeeeeeexta feiiiiiiiiiiiiiiira!!!!!!!!



500 gramas de costelinha de porco em pedaços
Sal e pimenta do reino moída
Suco de 01 limão
Óleo
Geleia de abacaxi com pimenta, receita aqui.

Modo de fazer: Tempere as costelinhas com sal, pimenta do reino e suco de limão, deixe descansar por 30 minutos.

Em um panela de ferro (ou de fundo bem grosso) coloque óleo suficiente para cobrir o fundo da panela, deixe aquecer bem, coloque a costelinha e refogue bem, quando secar toda a água que a costelinha vai soltar, vá pingando água aos poucos para cozinhá-la.

Quando estiver bem cozida, deixe a costelinha fritar (se necessário coloque mais óleo).

Retire e deixe escorrer sobre um papel toalha para absorver um pouco de gordura.

Sirva polvilhado com cebolinha verde  e com geleia de abacaxi com pimenta, acompanhado é claro de uma GELAAADA.

Dica: Pode substituir a geleia de abacaxi com pimenta por outro molho de sua preferência: mostarda e mel, barbecue, de pimenta, alho, etc.

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Arroz com Abobrinha e Creme de Açafrão


Tinha em casa uma sobra de arroz, resultado de um almoço mal calculado (acontece, né gente!), umas abobrinhas já precisando serem consumidas e  estava inspirada por um arroz a parmegiana que vi no blog da simpática Carminha, o Fazer Gourmet. Foi só soltar a imaginação.

O resultado? Este arroz espetáculo que estou trazendo para vocês, gente ficou tão bom que até Marido que não é fã de abobrinha comeu, repetiu e pediu para guardar um pouqinho para o dia seguinte (fiquei bem na fita).

Brincadeiras a parte ficou realmente delicioso e o bom é que vocês podem substituir os ingredientes pelo que tiver em casa, quer coisa melhor?

Então bora para cozinha que este arroz vai ser a estrela do seu almoço.


Arroz cozido q. b.
02 abobrinhas raladas
04 colheres de sopa de cebolinha verde picada
01 colher de sopa de manteiga
01 colher de sopa de azeite
01 dente de alho espremido
01 cebola pequena ralada
Tempero mineiro caseiro
03 salchichas picadinhas

Creme de Açafrão

400 ml de leite
01 colher de sopa de farinha de trigo
01 cebola média partida em 4
Sal e pimenta do reino moída a gosto
01 colher de café de acafrão
01 colher de sopa de manteiga
Muçarela em fatias
Queijo parmesão ralado a gosto

Modo de fazer: Higienize as abobrinhas, rale com casca em ralo grosso e reserve.

Em um panela coloque a manteiga e o azeite leve ao fogo, assim que a manteiga derreter acrescente a cebola e o alho, deixe refogar, coloque a abobrinha e o tempero, mexa deixando refogar até a abobrinha ficar al dente, vá pingando água aos poucos.

Em uma vasilha coloque o arroz, acrescente a abobrinha refogada e a cebolinha verde, misture bem e reserve.
Creme de Acafrão: No liquidificador coloque o leite, farinha de trigo e a cebola, bata bem.

Em um panela coloque a manteiga, deixe derreter, coloque o acafrão, misture, acrescente o leite batido no computador, misture, coloque sal e pimenta do reino moida, deixe cozinhar até engrossar em fogo baixo, mexendo sempre para não ‘pegar’ no fundo da panela.

Montagem: Em um refratário untado com azeite coloque 01 concha do creme de açafrão, o arroz, por cima a salcicha picadinha, as fatias de queijo muçarela e por cima o creme de açafrão restante, polvilhe queijo parmesão por cima.

Leve ao forno médio para gratinhar, aqui em casa deixei 30 minutos.

Dica: Pode substituir a salchicha por frango, presunto, bacon, calabresa, ou simplesmente não colocar para uma versão sem carne.


quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Ossobuco ao Molho de Cenoura e Alho Poró


Não sei se já contei para vocês, mas eu como de tudo, há coisas que não gosto, só como uma vez e ponto. Outras coisas adoro e como várias vezes e das mais variadas formas.

Com ossobuco foi assim nunca tinha comido, apesar de sempre ver receitas e achar que eu iria gostar não tinha tido curiosidade de fazer, até que o Marbene postou seu menu para o dia dos pais. E que menu.

Na hora que vi  quase endoidei, ele tinha feito ossobuco ao molho roti que, literalmente, me fez babar, parecia que eu já estava sentindo o aroma que exalava do prato e o sabor quase surgia na minha boca.

Resultado: corri no açougue comprei o ossobuco e fiz com algumas adptações na receita, pois não fiz o molho roti (no domingo que fiz acordei tarde e se fosse fazer o almoço ia sair para o jantar, rsss).

Olha, mas posso assegurar meu único arrependimento foi não ter feito antes, ficou muuuuuuuuuiiiiiiitoooooooooo bom. Gente é um sabor, um aroma.... indescritível (ossobuco com certeza vai aparecer lá em casa várias outras vezes).

Ah, você ainda não conhece o blog do querido Marbene?! Amiga não sabe o que está perdendo, corrijam o erro agora mesmo e levem seu banquinho para sentar na cozinha dele, pois de lá só saem delícias.

Então bora pra cozinha que o prato de hoje é para lá de suculento.





1 kg de ossobuco em pedaços (pedi para cortar de de 5 cm mas não ficou muito benta a medida)
farinha de trigo q.b.
2 cebolas médias picadas
2 cenouras em cubos
01 talo de alho poró picado em rodelas finas
200 g de tomates pelados italianos (usei tomate pelado de lata)
4 colheres (sopa) de azeite de oliva
2 colheres (sopa) de ervas secas
300 ml de molho de tomate caseiro (mais ralo)
500 ml de vinho branco seco
Tempero mineiro caseiro e pimenta do reino moída na hora
Gramolata (tempero milanês, em geral feito com a casca do limão e da laranja cortadas finamente, sem as partes brancas, acrescido de salsa picada, não usei, pois não achei para comprar)

Modo de fazer: Para que não se desfasam, esfregue delicadamente gotas de vinagre com a ponta dos dedos nos tutanos.

Tempere com tempero mineiro e pimenta do reino as peças de carne. Envolva-as em farinha de trigo.

Aqueça o azeite numa caçarola de bom tamanho e doure os pedaços de ossobuco dos dois lados (+/- 3 minutos de cada lado). Retire os pedaços de ossobuco da panela e junte a cenoura, alho poró  e a cebola e cozinhe por 10 minutos.

Ponha a carne de volta na panela e junte o vinho, o molho de tomate caseiro, o tomate pelado e as ervas secas.

Tampe e cozinhe por duas horas ou até amolecer, virando a carne de vez em quando com cuidado, se necessário coloque água. Acerte os temperos

Salpique a gramolata e sirva quente com arroz ou batatas.

Dica: O meu cozinhou em 1 hora e 40 minutos e não foi necessário colocar água durante o cozimento, caso você vá colocar água coloque aos poucos para que o caldo não fique ralo.



terça-feira, 28 de agosto de 2012

Batatas Laminadas Assadas


Alguns dias atrás estava procurando uma receita diferente para fazer usando batata e me deparei com esta receita aqui no blog da Cris. A foto me deixou de boca aberta, babando... gente não tinha como aquelas batatas não ficarem maravilhosas.

Resultado, fui correndo para cozinha prepará-las, não utilizei bacon como na receita da Cris e fiz uma com tomilho, outra com alecrim e outra picante. Só posso dizer uma coisa FICOU DE COMER REZANDO!!!!

Muito bom, vou fazer de novo e agora vou testar com bacon.

Então bora para cozinha que estas batatas vão fazer sucesso no seu almoço.


03 batatas tamanho médio a grande
ervas aromática ao seu gosto (usei apenas alecrim fresco)
pimenta calabresa seca
azeite
sal defumado (ou sal comum)
1/3 xícara ee chá água
queijo parmesão ralado fino (ou outro de sua preferência)

Modo de fazer:  Lave e decasque as batatas,  apoie numa tábua de madeira, ou colher de pau, para cortá-las em fatias de 0,5 cm, com muito cuidado para não separar as lâminas, pois a base deve ficar inteira.

Em seguida, transfira para um refratário regue com azeite e tempere a gosto com sal. Coloque sobre cada batata as ervas conforme seu gosto (eu pus pimenta calabresa em uma, tomilho em outra e alecrim fresco na última).

Acrescente a água, cubra com papel alumínio e leve para assar a 200°C por cerca de 35 minutos ou até estarem macias.

Após retire do forno coloque o queijo ralado por cima das batatas e leve ao forno mais alguns minutos até derreter o queijo (esta etapa é opcional, eu fiz sem queijo e com queijo como mostra a foto).

Sirva como acompanhamento de carnes.

Dica: Se quiser colocar bacon coloque-o já frito no mesmo momento em que colocar o queijo.

Calcule a quantidade de batatas de acordo com a quantidade de pessoas, uma por pessoa.


segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Strognoff de Forno


Lá em casa, strogonoff não faz muito sucesso. Eu gosto muito, mas só de carne, sei lá acho mais saboroso, e o meu é basicão só a carne, temperos e o creme de leite (para mim menos é sempre mais).

Para tentar agradar a todos fico inventando e este prato surgiu assim de uma destas invencionices minhas (claro que alguém já deve ter feito, mas lá em casa fui em que inventei, rsss).

E gente, fez sucesso, até os mais chatos lá de casa tiveram que se render, ficou muuuuuuito gostoso, ouso dizer que mais gostoso que o strognoff tradicional.

Então bora pra cozinha que este strogonoff de forno vai fazer sucesso no seu almoço.




800 gramas de carne em isca (usei contra filé)
200 ml de creme de leite
tempero mineiro caseiro ( 01 colher rasa de sobremesa)
02 colheres de sopa de molho inglês
03 colheres de sopa de catchup
03 colheres de sopa de conhaque (opicional)
100 gramas de champignom fatiado (opicional, não uso)
01 cebola grande picadinha ou ralada
02 dentes de alho espremidos
01 colher de café de colorau (corante de urucum)
óleo
Queijo minas ralado a gosto
Batata palha (usei comprada pronta)

Modo de fazer: Tempere a carne com o tempero mineiro caseiro e deixe descansar por 30 minutos.

Em um panela grossa coloque 02 colheres de sopa de óleo, alho e cebola, leve ao fogo até a cebola ficar transparente, coloque o colorau, misture, acrescente a carne e refogue bem, vá pingando água até a carne cozinhar completamente.

Assim que a carne estiver cozida, no fogo baixo acrescente, o molho inglês, catchup, misture, acrescente o conhaque, misture e deixe evaporar por 03 minutos, coloque o creme de leite, misture e desligue.

Em um refratário ou em ramequins individuais untado com azeite coloque o strognoff, o queijo minas ralado e cubra com a batata palha. Leve ao forno médio pré aquecido por 25 minutos.

Dica: Se quiser substitua a carne por frango.

Pode usar outro queijo da sua preferência ou requeijão cremoso.


quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Brigadeiro de Capim Limão


Em um sábado destes estava em casa de bobeira xeretando a TV, coloquei no programa da Angélica, o Estrelas, justo no momento em que a chef, não me recordo o nome agora, ensinava a Leila do vólei a fazer duas receitas maravilhosas. 

Uma delas me chamou demais a atenção era um brigadeiro de capim santo. A cor, a textura, tudo me agradou, fiquei logo imaginando o sabor daquele brigadeiro. E claro eu tive que fazer.

Gente é muito bom, mas muito bom mesmo, sabe aquele sabor leve, suave refrescante do capim limão? Pois é imaginem isto tudo em um brigadeiro, hum... me dá água na boca só de lembrar.

Ah, para quem não conhece o capim limão é também conhecido como capim santo e erva cidreira. Veja a receita original aqui.

Então bora para cozinha que hoje vamos ficar doce.



01  lata de leite condensado
50 ml de leite
02 colheres de sopa de folha de capim limão/santo fresco picado

Modo de fazer: No liquidificador bater o capim limão/santo com o leite, após bater passar por um peneira e reservar.

Em uma panela colocar o leite condensado, junta o líquido batido e peneirado e levar ao fogo, mexendo até engrossar.

Dica: Ponto de brigadeiro de colher (mais duro).


quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Nhoque de Tabuleiro ao Molho de Camarão



A Anna Luísa é professora na academia que frequento, ela também gosta de cozinhar e sempre estamos trocando receitas, dia destes ela me falou deste nhoque de tabuleiro e disse que todas as vezes que fazia era sucesso garantido. Eu lógico já pedi a receita, como assim uma receita sucesso e eu ainda não tinha provado, pecado mortal.
Demorei uns dias para fazer, mas deveria ter feito no mesmo dia. Gente imagina um prato gostoso, imaginaram? Pois é, não vai nem chegar perto do sabor deste nhoque. A massa é simplesmente maravilhosa, fiquei com medo de acabar antes de terminar o prato, pois a todo o momento eu experimentava um pedaçinho, rss.
Quando a Anna Luisa me passou a receita disse que preferia não colocar o camarão na massa, eu decidi não colocar também e para falar a verdade, não acho que tenha feito falta.
Então bora para cozinha que a receita de hoje vai fazer sucesso.
Você vai precisar:
Para a massa:
100 gramas manteiga;
03 copos de leite;
03 copos de farinha de trigo;
02 batatas médias;
200 gramas de camarão pequeno, sem casca (não usei)
100 gramas de queijo parmesão ralado (usei provolone)
Para o molho:
½ xícara (de chá) de azeite;
1 cebola média;
½ kg de camarão pequeno, sem casca; 
02 xícaras de chá de molho de tomate caseiro
250g de requeijão;
150g de muçarela ralada.
1/2 caixinha de creme de leite (acréscimo meu)
Modo de fazer: Massa: Se for usa o camarão, triture-o no liquidificador, retire e deixe secar.
Cozinhe as batatas, descasque e amasse, como para purê, reserve.
Coloque a manteiga na panela, misture as batatas, o camarão, o leite, o queijo ralado, assim que o leite iniciar fervura, apague o fogo, adicione a farinha e misture bem, até obter uma massa uniforme (mesmo ponto de massa de coxinha).
Deixe a massa descansando até esfriar, enrole e corte como nhoque. Reserve.
Molho: Coloque o azeite e a cebola na panela, leve ao fogo e deixe até a cebola ficar transparente, acrescente o camarão e salteie por 02 minutos, misture o molho de tomate, deixe ferver por 03 minutos as cebolas, desligue o fogo e acrescente o ½ caixinha de creme de leite.
Montagem: Coloque o requeijão no fundo de um refratário, coloque a massa cortada sobre o requeijão e despeje o molho. Cubra tudo com a muçarela ralada e leve ao forno médio por aproximadamente 30 minutos.
Dica: NÃO COLOQUE A MASSA PARA COZINHAR, POIS JÁ ESTÁ COZIDA.
Fiz metade da receita e deu um refratário pequeno cheio, serviu 04 pessoas.
Pode substituir o molho de camarão por molho a bolonesa, sugo, frango, ou ao seu gosto.



terça-feira, 21 de agosto de 2012

Salada Grega a Minha Moda


Que tal uma saladinha para o almoço hoje?

Estava a procura de uma receita de salada onde eu pudesse utilizar o que tinha em casa, pesquisando na net me deparei com uma salada grega que me encheu os olhos e com excessão do queijo feta tinha tudo em casa, mas não me deixei abater lembrei da ricota temperada defumada que tinha e não tive receio substitui o queijo feta por ela.

Ah, é claro que fiz um acrescimo por minha conta (não resissti) que foi o alho poró. E querem saber de uma coisa, as minhas decisões foram mais do que acertadas, a salada ficou realmente maravilhosa.

Então bora para cozinha que esta salada vai fazer sucesso no almoço.



 01 cebola roxa em rodelas finas
01 pepino japonês pequeno em rodelas finas
03 tomates sem sementes em cubos grandes
01 talo de alho poró pequeno em rodelas finas (não tem na receita original)
Azeitona preta fatiada (usei verde)
ricota temperada defumada em pedaços pequenos (na receita original pede queijo feta)

Tempero da Salada
03 colheres de sopa de iogurte natural
02 colheres de sopa de azeite extra virgem
Sal e pimenta do reino a gosto
01 colher de sopa de suco de limão

Modo de fazer: Pique todos os ingredientes da salada.
Em uma saladeira coloque cebola, pepino, tomate, alho poró, queijo e a azeitona, misture com cuidado. Leve a geladeira até a hora de servir.

Tempero: Em uma molheira ou vasilha, coloque o iogurte, azeite, limão sal e pimenta do reino, misture até obter um molho homogêneo.

Na hora de servir regue a salada com este molho, ou se preferir sirva o molho a parte.

Dica: Só tempere a salada na hora de colocar na mesa, para não dar água.

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Costelinha de Porco Assada na Cerveja


Estava passeando pelo blog Cozinha Pequena e esparrei nesta receita, para ser mais precisa ´cai de boca´. Se vocês ainda não conhecem o blog não deixem de dar uma passadinha lá.

Vocês sabem que sou cervejeira e há uns dias estava pensando em testar fazer costelinha de porco na cerveja e esta era A receita.

Fiz como na receita e vou fazer de novo, mas da próxima vez vou alterar o tipo do limão que usei e vou utilizar o cravo, o thaiti achei que deixou um amargo fino na carne (na receita já estou indicando o limão cravo).

Mas não tenham receio a carne fica muito saborosa, definitivamente vale a pena comer de novo. E o aroma enquanto esta no forno, hum... é de enlouquecer.

Ah, e com esta receita estou participando do concurso Show de Receitas da Rede Smart de Supermercados, se você gostar e puder me dar um voto, aqui

Então bora pra cozinha que esta receita vale prêmio.


01 kg de costelinha de porco em pedaços
02 cebolas em rodelas médias
limão cravo em rodelas
02 dentes de alho amassados
04 colheres de sopa de molho de mostarda
01 colher de sopa rasa de sal
1/2  colher de sopa de mix de pimentas em grãos
200 ml de cerveja

Modo de fazer: Ligue o forno no máximo e deixe pré aquecendo.

Em uma vasilha misture o molho de mostarda com as pimentas, alho e sal, pincele nos quatro lados dos pedaços de costelinhas, reserve.

Em um refratário cubra o fundo com metade das cebolas em rodelas e do limão, coloque a costelinha e por cima o restante da cebola e do limão.

Coloque no forno alto bem quente por 10 minutos, retire regue com a cerveja e volte com  para o forno médio até assar, vai estar pronto quando a carne estiver macia.

Dica: Vá virando as costelinhas de tempos em tempos para dourar por igual e regue com o caldo que formar na assadeira.

Eu usei limão thaiti, mas estou indicando o cravo que acho vai dar um resultado melhor, com o thaiti achei que a carne ficou com um amargo fino.



sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Isca de Contra Filé com Mini Cebolas no Shoyu


Hoje é? Sexta feira!!!! Dia de? Cerveja!!!! E o que mais? Tira gosto!!!!

As mini cebolas deram um toque para lá de especial neste filé.

Então bora pra cozinha, porque no buteco de hoje o tira gosto é de tirar o chapéu.


 500 gramas de contra filé em iscas (pode usar alcatra)
Tempero mineiro caseiro (alho sal e pimenta)
100 gramas de mini cebolas
02 colheres de sopa de molho shoyu
01 colheres de sopa de azeite
Óleo

Modo de fazer: Pique a carne em iscas e tempere como tempero mineiro caseiro (1/2 colher de sopa rasa), deixe descansar por 30 minutos.

Enquanto isto coloque as mini cebolas em água fevente por 03 minutos, retire imediatemanete coloque na água fria, quando esfriar descasque-as e reserve.
Em uma panela coloque 02 colheres de sopa de óleo e deixe esquentar bem, coloque as iscas de contra filé e deixe refogar bem, pingando água para cozinhar, quando estiver cozida, e a água secar totalmente, deixe por alguns minutos, mexendo sem parar, para que dê uma fritada na carne.

Retire a carne da panela e coloque em uma travessa, mantenha aquecida. Na mesma panela coloque o azeite deixe aquecer, coloque as mini cebolas e saltei por 01 minuto, coloque o molho shoyu, acerte o sal se necessário, deixe por mais 30 segundos. Desligue e coloque por cima das iscas de contra filé.

Dica: Ensino como descascar as mini cebolas neste post aqui.

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Salada de Pepino e Vinagre Aromatizado


Ontem aqui foi feriado, por isto não apareci, feriado no meio da semana é tudo de bom né?!

Pois é, mas a orgia gastrônomica é grande... Então hoje para equilibar as coisas vou ter que ir de saladinha no almoço.

Tem uma saladinha aqui em casa que sempre esta no repeteco da semana e eu gosto tanto que, mesmo com a simplicidade dela, resolvi trazer para vocês, vai que alguém é como eu e gosta.

Então bora pra cozinha que esta salada apesar de simples é deliciosa.


01 pepino japonês bem verdinho cortados em fatias o mais fina possível
Grãos de pimenta do reino
Flor de sal (ou sal comum)
Vinagre aromatizado q.b. (usei um aromatizado com alho, pimenta em grão, pimenta dedo de moça, alecrim)
Azeite extra virgem q.b.

Modo de fazer: Após higienizar o pepino, pique em fatias muito finas, não retire a casca, e reserve.

Em uma saladeira de vidro coloque em camadas o pepino, grãos de pimenta do reino, sal, 03 colheres de sopa do vinagre e 01 de azeite, até terminar todo o pepino. Por cima regue com azeite e vinagre.

Leve a geladeira por 02 horas antes de servir.

Dica: O pepino tem que ser cortado muito fino mesmo, eu corto com a faca bem afiada, mas você pode utilizar um cortador de legumes. 


terça-feira, 14 de agosto de 2012

Parafuso com Mini Cebolas ao Creme de Vodka


Comprei umas mini cebolas e no papel da embalagem tinha esta receita, na hora tive a certeza que ia fazer.

Fiz ontem a noite,  ficou tão bom que não resisti e mudei minha postagem de hoje para trazer para vocês.

O sabor do molho é incrível, a combinação dos sabores harmonizou com uma perfeição digna dos deuses.

Então bora pra cozinha por que você tem que fazer este prato.



01 pacote de macarrão parafuso (ou pene) grano duro
280 gramas de mini cebolas
01 lata de creme de leite
½ xícara de chá de vodka de boa qualidade (usei ¼)
01 xícara de chá de molho de tomate (usei caseiro)
02 colheres de sopa de azeite extra virgem.
Sal e pimenta do reino moída a gosto
01 pitada de açúcar

Modo de fazer: Cozinhe o macarrão conforme instruções do fabricante, escorra e reserve.

Em uma panela coloque água e deixe ferver, quando ferver coloque as mini cebola e deixe por 03 minutos. Escorra a água quente, coloque na água fria e deixe por 05 minutos (ou até esfriar) e retire a pele. Reserve.

Coloque o azeite na panela em fogo médio, acrescente as mini cebolas e deixe até ficarem transparentes, adicione o molho de tomate e a açúcar, deixe cozinhar por 15 minutos. Acrescente sal e a pimenta, misture, coloque a vodka misture e deixe cozinhar por 03 minutos para evaporar o alcóol, com o molho bem quente, acrescente o creme de leite, misture e desligue.

Incorpore o molho a massa e sirva quente.

Dica: Para descascar as mini cebolas com facildade coloque as mini cebola em água fervente por 03 minutos, escorra a água quente, coloque na água fria e deixe por 05 minutos (ou até esfriar), corte a raiz e aperte cuidadosamente o topo (do outro lado) a casca sairá inteira.

Antes de incorporar o molho eu passe o macarrão na azeite quente.


segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Pescada Tropical


Vamos de peixe?

A receita de hoje me surpreendeu pela praticidade e pelo sabor. A combinação do peixe com a banana e o creme de cebola ficou, para dizer no mínimo, deliciosa.

Quem comeu, repetiu e ainda levou a receita.

Então bora pra cozinha que você não pode demorar para experimentar esta delícia.




Para um refratário médio:

800 gramas de filé de pescada (a receita original pedia tilápia, mas não encontrei perto de casa)
08 bananas pratas cortadas ao meio (se as bananas forem grandes a quantidade vai ser menor)
1 e ½ envelope de creme de cebola (usei sopa de cebola)
200 ml de leite de coco
01 caixinha de creme de leite
100 ml de leite
Azeite para untar

Modo de fazer: Unte um refretário médio com azeite e cubra o fundo com as bananas cortadas ao meio. Reserve.

Coloque o creme de cebola em um prato e empane os filés de peixe (envolva todo o filé no creme de cebola), coloque os filés de peixe por cima das bananas. Reserve.

Misture em uma vasilha o creme de leite, o leite de coco e o leite, jogue por cima do peixe.
Leve ao forno a 260º até assar, aqui em casa demorou 40 minutos.

Dica: Se quiser usar creme de leite fresco não é necessário por o leite.


sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Mineirinho


Hoje é sexta feira dia de ...... buteco!!!

E a cerveja já esta no freezer? Aqui já.

E o tira gosto? Eu levo!

Então bora pra cozinha que hoje vamos ter o mineiríssimo Mineirinho.


400 gramas de linguiça de pernil (ou lombo) frita ou assada e picada em pedaços de 02 dedos de largura
300 gramas de mandioca cozida
200 gramas de torresmo (usei pré frito)
Óleo
Sal a gosto
Pimenta calabresa seca para decorar (opicional)

Modo de fazer: Frite o torresmo em óleo bem quente, reserve.

Enquanto frita, o torresmo coloque a lingüiça para fritar ou assar (fure a lingüiça com um garfo). Para fritar coloque em uma panela 01 xícara de chá de óleo e ½ xícara de chá de água, coloque a lingüiça, já furada, dentro da panela, leve ao fogo com a panela tampada, quando a água secar totalmente e a lingüiça começar a dourar de um lado, com a ajuda de um garfo vire a lingüiça e deixe dourar do outro lado.

Se preferir assar coloque a lingüiça, já furada, em um tabuleiro regue com 01 colher de sopa de óleo e leve ao forno alto até assar (aqui em casa demorou 30 minutos).

Coloque a mandioca para cozinhar em água e sal, assim que estiver cozida, retire e reserve.

Montagem: Em uma travessa coloque de um lado o torresmo, a mandioca e a lingüiça, polvilhe a mandica com pimenta calabresa seca.

Dica: Eu usei torresmo pré frito que comprei no supermercado, acho mais prático, mas pode usar o tocinho fresco para fazer o torresmo.

Eu prefiro usar a lingüiça de pernil e assar no forno.

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Bacalhau a Provençal com Batatas ao Forno


O dia dos pais esta chegando e tenho certeza que o almoço na sua casa vai ser mais do que especial.

Se você ainda não sabe o que fazer, mas quer fazer algo muito especial?

Tenho uma receita que vai te surpreender pela facilidade, mas não se engane o sabor é....  incrível, maravilhoso, indescritível!!!

Apesar da BC do blog da Ana Cláudia na Cozinha ser amanhã tive que postar minha receita hoje. Esta receita retirei do site do IG.

Então bora para cozinha afinal seu pai merece!!! E o meu também!!!

FELIZ DIA DOS PAIS, PAI.




Para 06 pessoas

800 gramas de lombo de bacalhau (usei já dessalgado)
01 colher de sopa de sal grosso
01 xícara de chá de azeite extra virgem de boa qualidade
05 dentes de alho em fatias finas
01 cebola roxa grande em meia lua finas
Salsa fresca picada
04 batatas grandes picadas em palitos grossos
02 colheres de sopa de maionese
Sal a gosto

Modo de fazer: Coloque uma panela com água e sal no fogo e deixe ferver. Enquanto isto descasque as batatas e corte em palitos grosso. Quando a água estiver fervendo jogue as batatas e marque 10 mintuos, escorra a água das batatas, coloque-as em uma assadeira, misture a maionese (se necessário colocar mais maionese) envolvendo todos os palitos de batata leve ao forno alto, pré aquecido, para dourar (aqui em casa ficou 30 minutos). Reserve.

Como usei o bacalhau dessalgado temperei desta forma, coloquei-o em uma assadeira coloque sal grosso por cima de toda a superfície do bacalhau e joguei água quente por cima, deixei por 10 minutos, retirei e separei o bacalhau em postas (postas mais grossas) para levar a frigideira.

Em uma work ou frigideira grande e grossa coloque o azeite e o alho para dourar, quando o alho começar a doura (veja a foto) retire e reserve.

Na mesma frigideira coloque a cebola para dourar, quanto começar a caramelar (cor de caramelo bem claro) retire com parte do azeite e reserve.

Na mesma frigideira, com o restante do azeite (se necessário pode colocar mais) coloque as postas de bacalhau (coloque de duas a duas), deixei 04 minutos de cada lado (se vc quiser pode deixar mais tempo). Retire e mantenha a posta aquecida.

Quando tiver terminando a última posta, volte com todas para a frigideira jogue o alho e a cebola e deixe reaquecer juntamente com o bacalhau, se necessário acertar o sal.

Coloque as postas em uma travessa ou pratos individuais com as batatas ao lado, regue com o azeite cebola e alho e a salsa por cima.

Dica: Se comprar o lombo de bacalhau salgado não esqueça de retirar o sal antes de preparar o prato, como expliquei no final deste post aqui.