segunda-feira, 30 de abril de 2012

Abobrinha e Cenoura ao Molho de Cebolas e Azeite

Minha postagem de hoje é uma homenagem 'asamigas' que participam da segunda sem carne.

Cenoura e abobrinha são dois legumes que estão sempre em minha cozinha e gosto de fazer variações com eles. Durante a quaresma, como não estava comendo carne, sempre dava um jeitinho de colocar alguma proteína nas variações com legumes que fazia; foi assim que surgiu a ideia deste prato, cenoura abobrinha e ovo com um delicioso molho de cebolas ao azeite.

Nada muito elaborado, mas com um sabor tão delicioso que este prato já apareceu várias vezes na minha cozinha; e só hoje me dei conta que ainda não tinha postado esta receita para vocês,  claro tinha que corrigir meu erro.

Então bora pra cozinha que o prato de hoje só de lembrar me deu água na boca.


01 abobrinha média ralada
01 cenoura grande ralada
01 cebola grande em cubos pequenos
01 dente de alho espremido
01 colher de sopa de manteiga
03 ovos cozidos
sal e pimenta do reino moída a gosto
azeite extra virgem q.b.
queijo minas ralado.

Modo de fazer: Coloque um panela com água com 01 colher de sobremesa de sal para ferver. Em um copo de alumínio coloque os ovos para cozinhar.

Rale o abobrinha e a cenoura em um ralo grosso, quando a água tiver fervendo, jogue os legumes ralados, marque 05 minutos e retire, coloque em um escorredor. Reserve.

Quando os ovos estiverem cozidos (com a gema dura) retire-os e descasque-os, reserve.

Em um panela coloque  01 colheres de sopa de azeite, a manteiga e o alho, assim que o alho começar a dourar, salteie os legumes nesta manteiga, retire e reserve.

Na mesma panela coloque 1/2 xícara de chá de azeite e a cebola deixe a cebola ficar transparente e murchar, mas sem deixar dourar, coloque uma pitada de sal e pimenta do reino moída, misture, desligue e reserve.

Em um refratário pequeno coloque metade dos legumes, o ovo cozido picado, o metade do molho de cebolas e azeite, a outra metade dos legumes, a outra metade do molho de cebolas, queijo minas ralado grosso.

Leve ao forno médio até derreter o queijo, aqui em casa demorou 20 minutos.

Dica: Pode substituir o ovo, por atum, frango desfiado, linguiça, etc.



sexta-feira, 27 de abril de 2012

Rabada com Agrião

Logo de início quero falar  'prasaminhas' e 'prosamigos' do blogs que sigo que não estou comentando no blog de vocês por absoluta falta de tempo, mas tenho visitado a cozinha de vocês na medida do possível.

Estou passando hoje rapidinho (pois, vai ser outro dia daqueles) para deixar uma receita da pontinha da orelha e que faz muito sucesso por aqui.

A rabada com agrião é um prato típico das cozinhas mineiras e eu como boa mineira faço sempre aqui em casa e não poderia deixar de trazer para vocês esta delícia.

Então bora pra cozinha que esta rabada ficou de lamber os beiços.


01 quilo de rabada de boi
1/2 xícara de chá de vinagre branco aromatizado
50 ml de cachaça
02 pimentas dedo de moça em fatias
mix de tempero caseiro (sal, alho)
pimenta do reino moída a gosto
01 cebola grande picada em cubinhos pequenos
02 dentes de alho espremidos
óleo
01 colher de chá de corante de urucum
folhas de agrião lavadas q.b.

Modo de fazer: Tempere a rabada com o vinagre, a cachaça, o mix de tempero caseiro, e a pimenta do reino moída, deixe descansar por 30 minutos.

Em uma panela de pressão coloque o óleo a cebola e o alho refogue até a cebola ficar transparente, coloque os pedaços de rabada e refogue bem, quando secar toda a água e começar a fritar, coloque o corante de urucum no fundo da panela,  misture bem, acrescente água suficiente para cozinhar a rabada, tampe a panela. Após começar a pressão (começar a chiar), abaixe o fogo marque 40 minutos e verifique se a rabada esta bem cozida, se não estiver, coloque mais água, se necessário, e volte com ela para a pressão.

Volte com a panela para o fogo, aberta, e deixe ferver para reduzir o caldo, quando tiver reduzido, jogue a pimenta dedo de moça, as folhas de agrião, misture, desligue a panela e abafe.

Deixe descansar 10 minutos. Sirva com arroz branco.

Dica: Quando for colocar o colorau na panela, se necessário coloque um pouco de óleo para que ele possa derreter e incorporar melhor.

Eu gosto da rabada bem cozida, quase soltando do osso, por isto deixo mais tempo.


quinta-feira, 26 de abril de 2012

Salada de Berinjela e Pimentões Assados

Bom dia!!! Ontem foi outro dia daqueles, minha alter ego, a advogada, tem falado muito alto por aqui e o tempo esta curto para atender a tudo. Mas vamos nos conciliando e dando um jeito, pois nada pode parar. 

Para compensar minha ausência ontem, estou trazendo hoje uma salada muito, mas muito especial.

A estória desta salada é assim, há uns dois meses atrás estava na rua e já era hora do almoço, não tinha preparado nada em casa e a família já estava ligando com fome, estava em frente ao um excelente supermercado que tem aqui e vende comida pronta de ótima qualidade, na hora pensei: minha salvação!!!

Entrei, e a primeira coisa que me chamou a atenção foi esta salada, percebi que era com os legumes assados e fiquei por demais curiosa para experimentar o sabor desta salada, mas claro que não poderia me contentar só com provar, eu tinha que fazer né gente!

No dia, a cozinheira, que por feliz coincidência foi quem me atendeu, me explicou em linhas gerais como fez a salada, pesquisei na net algumas dúvida e.... passado alguns muitos dias fiz a minha. 

Só tenho um coisa para falar para vocês MARAVILHOSA!

Então bora pra cozinha que vocês não podem ficar sem experimentar esta salada assada.


02 berinjelas grandes picadas em rodelas de 02 dedos de espessura e a rodela partida em 04
01 pimentão vermelho grande picadas em rodelas de 02 dedos de espessura e a rodela partida em 04
01 pimentão amarelo grande picadas em rodelas de 02 dedos de espessura  e a rodela partida em 04
50 gramas de azeitona verde fatiada
80 gramas de nozes 
01 folha de louro
02 dentes de alho picadinhos
sal e pimenta do reino branca moída a gosto
1/2 xícara de azeite extra virgem de boa qualidade 
1/4 de xícara de vinagre 

Modo de fazer: Lave bem a berinjela, pique coloque em uma vasilha com água e deixe por 20 minutos, após retire e passe para um peneira, polvilhe sal e deixe por mais 20 minutos, após este tempo retire da água e dê um espremida nas berinjelas.

Lave bem os pimentões retire as sementes, pique e reserve.

Misture a berinjela, os pimentões, a azeitona, o alho coloque em uma assadeira, polvilhe sal e a pimenta do reino branca moída, coloque a folha de louro, regue com metade do vinagre. Leve ao forno médio até assar, aqui em casa demorou 50 minutos.

Após assar regue com o azeite e o restante do vinagre, acerte o sal se necessário, misture as nozes e leve a geladeira antes de servir.

Dica: Pode substituir as nozes por castanha de cajú ou amêndoas.

terça-feira, 24 de abril de 2012

Asa de Frango Assada ao Molho de Limão

Sabem aquela couve flor ao molho de curry que postei na semana passada, pois é, para acompanhá-la fiz umas asinhas de frango assadas que vou contar um estória para vocês, ficaram de comer rezando.

Sempre asso frango no molho de laranja e mel, mas naquele dia estava sem laranja e resolvi fazer um molho de limão, já tinha visto em várias blogs 'dasamigas' utilizarem o limão para temperar frango, mas não tinha feito, sei lá por que, e decidi experimentar.

Gente!!! Ficou bom demais!!!!!! O sabor do  limão com o frango deu um toque muito especial a carne e combinou perfeitamente com o picante da couve flor.

Então bora pra cozinha que estas asinhas de frango vão fazer sucesso na sua casa também.


01 quilo de asa e coxinha da asa de frango
suco de 01 limão grande ou 2 médios
mix de tempero caseiro (alho, sal e pimenta) q.b. (usei 02 colheres rasas de sobremesa)
pimenta do reino moída a gosto
01 pimenta dedo de moça picada bem pequena
manteiga q.b.

Modo de fazer: Misture o limão ao mix de tempero caseiro, pimenta do reino e a pimenta dedo de moça, reserve.

Coloque a carne em um saco plástico culinário, despeje o molho de limão, mexa de deixe descansar por 01 hora.

Em uma assadeira coloque o frango, despeje a marinada em cima de cada pedaço, coloque em cima de cada pedaço um colher de sobremesa de manteiga.

Leve ao forno médio  até assar, (aqui em casa demorou 01 hora). Coloque no forno alto e deixe mais 15 minutos, ou até dourar.


Dica: Não cubra com papel alumínio.

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Baião de Dois com Feijão Fradinho Vapza

Vocês conhecem os produtos Vapza? Eu apesar de já ter visto nos super mercados ainda não tinha utilizado, então resolvi experimentar.

E que grata surpresa que tive, além da praticidade dos produtos por já estarem cozidos no vapor, o que reduz o tempo de preparo dos pratos, o sabor é realmente muito bom, valeu a pena experimentar e com certeza vou utilizar outros produtos.

Para o meu primeiro teste com o produto utilizei o feijão fradinho e resolvi fazer um baião de dois, receita que retirei do blog da vapza, que tem receitas incríveis.

Conheça mais dos produtos Vapza acessando o site.

Então bora pra cozinha que este sabor vai te surpreender.


260 gramas de feijão fradinho cozido no vapor Vapza
100 gramas de bacon picado pequeno
01 caldo de carne dissolvido em 01 xícara de chá de água 
01 colher de sopa de coentro picadinho
01 dente de alho espremido
01 cebola roxa média em cubinhos
80 gramas de queijo coalho em fatias finas
02 xícaras de chá de arroz lavado e escorrido
01 colher de chá de tempero baiano (opcional)
sal e pimenta do reino moída a gosto
óleo

Modo de fazer: Retire o feijão fradinho Vapza da embalagem, coloque em uma vasilha e tempere com pimenta do reino moída, tempero baiano e o caldo de carne dissolvido, misture e reserve.

Em um panela coloque um pouco de óleo o bacon e deixe fritar bem, retire o bacon e na gordura que fritou o bacon (se estiver muita retire um pouco) coloque o alho e a cebola, misture e deixe até o alho dourar, acrescente o arroz já lavado e refogue bem, acrescente o bacon, o coentro, misture, coloque o feijão reservado, misture bem, acrescente água suficiente para cozinhar o arroz, acerte o sal se necessário.

Quando estiver cozido o arroz, desligue e coloque o queijo coalho por cima tampe e deixe o queijo derreter com o vapor.

Sirva com carne de sol.

Dica: Pode substituir o bacon por paio.






sexta-feira, 20 de abril de 2012

Batata com Presunto e Bacon


A bem da verdade eu não estava dando nada por esta batata.

Tenho que admitir que tirei a foto por tirar, pois tinha quase certeza que o prato não iria atingir os pontos necessários para ser apresentados a vocês (tão achando que!? Meus degustadores oficiais são exigentes que só vendo), mas não é que ficou uma delícia! Não deu para quem quis.

E o que é melhor rápida, prática de fazer e capaz dar um 'up' no seu almoço. Quer prato melhor?!

Então bora pra cozinha que hoje esta batata vai fazer seu almoço brilhar.



500 gramas de batata cortada em cubos médios
100 gramas de bacon em cubinhos fritos
100 gramas de presunto ralado grosso
02 dentes de alho espremidos duas vezes
02 colheres de sopa de manteiga
02 colheres  de sopa do óleo que fritou o bacon
orégano seco ou fresco
pimenta calabresa seca
Sal a gosto.

Modo de fazer: Cozinhe as batatas em água com sal, escorra e reserve.

Em um panela coloque a manteiga, o óleo e o alho, deixe a manteiga derreter  e o alho fritar, quando o alho estiver levemente dourado, coloque a batata e misture para incorporar a manteiga, acrescente o bacon frito e o presunto, misture com cuidado, acerte o sal se necesário, abaixe o fogo e deixe até a batata começar a criar uma crostinha.

Retire coloque em uma travessa de servir salpique orégano e pimenta calabresa seca a gosto e sirva.

Dica: Não deixe a batata cozinhar demais, ele tem que ficar cozida porém não pode desmanchar.

No dia não tinha em casa mas fica melhor ainda com presunto crú 

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Couve Flor Assada ao Molho de Curry

Já fiz uma receita com esta mesma inspiração aqui, couve flor assada ao molho rosé que foi inspirado em um receita do blog Brie com Goiabada.

Esta couve flor fez um sucesso tremendo, tanto aqui em casa como no blog, e eu já estava com intenção de repetir com outro molho, ou até mesmo recheado como tenho visto em vários outros blog 'dasamigas' que sigo.

Mas um amigo me enviou uma receita de couve flor a moda indiana que me deixou atiçada. Aquele creme indiano parecia ser tudo de bom e a receita não saia da minha cabeça. Então fui procurar os ingredientes, mas não encontrei por aqui, em Uberlândia, o 'tandoori'. 

Então resolvi adaptar a receita original e ver no que dava, e, gente... deu muito certo, ficou muito gostoso, um sabor bem diferente do tradicional, aprovadíssimo.

Ah e a receita original?! Ainda estou a procurar do tandori para fazer (quem souber onde tem me avise.)

Então bora para cozinha que tenho certeza que este sabor vai lhe conquistar.






01 peça inteira de couve flor
500 ml de leite
01 cebola roxa
01 colher de sopa de farinha de trigo
01 colher de café rasa de pimenta calabresa seca
1/2 colher de café de curcuma
1 colher de café de curry
queijo muçarela ralado grosso (opcional)
01 colher de sobremesa de sal
azeite extra virgem

Modo de fazer: Limpe bem a couve flor e coloque que molho na água com vinagre por 20 minutos, escorra a água e reserve.

Em um panela grande coloque a couve flor inteira para cozinhar em água com o sal, deixe cozinhar por 20 minutos após levantar fervura ou até verificar que a mesma esta cozida mas ainda firme. 

Unte um refratário com azeite e coloque a couve flor (sem água) e reservar.

Bata no liquidificador o leite a cebola a farinha de trigo, a curcuma e o curry. Coloque em uma panela acrescente a pimenta calabresa misture e leve ao fogo baixo para engrossar e cozinhar a farinha (+/- 10 minutos), despeje este molho em cima da couve flor (cobrindo-a toda), polvilhe queijo muçarela por cima e leve ao forno médio por 20 minutos ou até o queijo derreter.

Servi com um frango assado no limão que ficou divino e depois dou a receita.

Dica: O molho não deve ficar muito encorpado, pois ainda vai ao forno.

É picante.

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Filé a Minha Moda

Gente ontem não consegui chegar aqui na cozinha, nossa os dias e as semanas tem sido curtas para mim, aliando-se ao fato de ter que fazer algumas viagens a trabalho.

Mas hoje estou aqui!!! E com uma receita que me surpreendeu muito.

Estava passeando, mais uma vez, pelo blog Cozinhando para Relaxar, quando me deparei com esta receita de filé. Li, reli, duvidei, achei que não ficaria bom, sei lá, pensei tanta coisa, filé não é a minha carne preferida, apesar de macia não acho que seja a mais saborosa (meu gosto pessoal, tá!), mas para minha sorte, resolvi fazer.

E vou contar um coisa, ficou uma COISA DE TÃO BOM, o sabor, a textura,  a suculência da carne estavam perfeitas (confesso que deixei um tantinho de tempo a mais do que manda a receita original, para agradar mais ao meu paladar).

Então bora pra cozinha que hoje teremos um filé no almoço que vai deixar você  com gostinho de quero mais.


01 peça de filé limpa e sem o cordão
sal e pimenta do reino moída a gosto
óleo para fritar.

Modo de fazer: Pegue a peça de filé limpa e corte os pedaços com dois dedos de largura mas sem ir até o final da peça (não é para retirar o pedaços da peça). Tempere a gosto com sal e pimenta do reino moída, leve a geladeira para descansar por 30 minutos.

Coloque um panela funda no fogo com óleo suficiente para cobrir o filé (usei +/- 800 ml) e deixe o óleo esquentar bem.

Coloque o filé no óleo bem quente com a parte cortada para baixo, tampe a panela, marque 9 minutos  retire o filé, deixe a gordura esquentar de novo e coloque o filé do outro lado por mais 9 minutos. 

Retire, coloque em uma travessa e deixe a carne descansar por 10 minutos antes de servir.

Dica: O óleo tem que esta bem quente mesmo, coloque um fosforo dentro quando o fosforo ascender esta no ponto ideal.

A receita original fala para deixar 03 minutos.



segunda-feira, 16 de abril de 2012

Escondidinho Mineiro

Que na cozinha de todo mineiro que se preze sempre tem molho do tomate isto vocês já sabem, pois é e na casa da minha mãe casa isto é cumprido a risca, praticamente tudo tem molho de tomate, caseiro, quero fique bem claro (nada contra os molhos prontos, mas o caseiro fica muito mais gostoso).

No feriado meu pai me pediu que fizesse um escondidinho para ele de carne de sol e foi tirando os ingredientes da geladeira e de repente lá estava ele, o molho de tomate, pensei escondidinho com molho de tomate? Hum...  fiquei na dúvida mas resolvi experimentar.

E gente ficou muito bom, mais molhadinho, suculento sabe? Aprovadíssimo, tanto que vou repetir com outros recheios.

Então bora pra cozinha que hoje você vai comer um escondidinho bem 'aminerado'.



700 gramas de carne de sol dessalgada, cozida e desfiada
01 cebola grande picada em meia lua
400 ml de molho de tomate caseiro (em pedaços)
500 gramas de mandioca cozida e espremida
200 ml de leite de coco
02 colheres de sopa de manteiga em temperatura ambiente
sal e pimenta do reino moída a gosto
azeite q.b.
queijo minas ralado a gosto (opcional)

Modo de fazer: Dessalgue a carne de sol por 18 horas trocando a água a cada 4 horas, coloque a carne em um panela de pressão para cozinhar com água limpa. Após dar pressão marque 20 minutos e verifique se a carne esta macia. Deixe esfriar e desfie ou pique em pedaços bem pequenos.

Em uma panela coloque azeite e a carne desfiada para refogar, deixe fritar um pouco, acrescente a cebola e vá mexendo até a cebola ficar transparente, coloque pimenta do reino moída, acerte o sal se necessário, desligue e reserve.

Em uma vasilha coloque a mandioca espremida, acrescente a manteira, misture para incorporar, acrescente o leite de coco e misture até formar um creme homogêneo, acerte o sal. 

Em um refratário untado com manteiga coloque a carne de sol, o molho de tomate, o creme de mandioca, e, se quiser, queijo minas ralado por cima.

Leve ao forno médio por 25 minutos, ou até o molho de tomate borbulhar.

Dica: Pode usar molho de tomate pronto.


sexta-feira, 13 de abril de 2012

Costela de Boi no Forno - A melhor do mundo!!!

Logo no início da quaresma vi esta receita no blog Cozinhando para Relaxar, ao ler a receita e ver a foto literalmente babei naquela costela.

Esperei 44 longos dias para poder comer (e vou contar um segredo todos os dias pensava na costela), ai chegou o grande dia, preparei e temperei a carne na véspera, com a reverência de quem esta preparando comida para uma rainha (rssss), levantei no outro dia bem cedo e coloquei no forno.

E finalmente chegou a hora do almoço... gente sem palavras, é tudo disto que vocês estão imaginando mesmo e mais um pouco. A carne fica deliciosa, macia, desfiando e o sabor, há o sabor... o melhor do mundo.

Infelizmente as fotos que tirei não puderam reproduzir a maravilha desta carne, acho que a pressa para comer era muita.

Então bora pra cozinha que depois de comer esta costela tenho certeza que você vai concordar comigo que é a melhor do mundo.


01 costela de boi inteira de aproximadamente 2,5 a 3 kg limpa e furada
04 dentes de alho
mix de tempero caseiro (alho sal e pimenta)
1/2 xícara de chá de vinagre branco
1/2 xícara de chá de molho inglês
pimenta do reino a gosto

Modo de fazer: Na véspera,  passe um dente de alho partido por toda a carne, parta os dentes de alho restantes em 04 partes e coloque em alguns dos furos realizados na carne, tempere a carne com o mix de tempero caseiro (usei 01 colheres de sobremesa de tempero para cada quilo de carne), pimenta do reino moída, o vinagre e molho inglês. Coloque a carne em um saco plástico e deixe marinado na geladeira por 12 horas (vire o saco algumas vezes para temperar todos os lados).

No dia seguinte, passe papel alumínio em volta da carne fazendo um envelope, dê umas 5 voltas como papel alumínio, feche um dos lados, coloque a marinada feche o outro lado (bem fechado para o liquido não sair de dentro) e dê mais umas 3 voltas com o papel alumínio na carne. 

Coloque em uma assadeira e leve ao forno a 200º para assar por 6 horas (o tempo é este mesmo).

Dica: Após o período de 6 horas eu abri o papel alumínio e levei ao forno novamente para dourar por 15 minutos de cada lado.

Cuidado na hora de abrir o papel alumínio para não queimar como vapor.




quinta-feira, 12 de abril de 2012

Arroz com Galinha da Dedega.


Bom, primeiro quero explicar que não apareci por aqui ontem; é que fiquei sem internet o dia todo.

Segundo, estou chegando tarde hoje, pois o defeito da internet só foi regularizado a poucos instantes (rss, modernidade é bom mas quando dá problema nos deixa de pé e mão quebrados, como que podemos nos tornar tão dependentes de uma coisa relativamente nova!)

Para compensar trouxe para vocês um prato que faz muito sucesso aqui nas Minas Gerais, não são todos os lugares que fazem deste jeito (aqui em Uberlândia mesmo não se conhece este prato desta forma), por isto no feriado da Páscoa, que passei com a família em Curvelo minha terra natal e onde este prato é feito com excelência, fiz questão de registrar o passo a passo para vocês.

A minha avó fazia este prato maravilhosamente, mas como atualmente ela não pode mais cozinhar, que fez foi a Dedega, que sempre trabalhou na casa da vovó e aprendeu muito bem com ela (a Dedega foi minha babá e esta na nossa casa a muitos anos, pessoa muito querida, da família).

Então bora pra cozinha que hoje vocês vão experimentar um prato típico das cozinhas mineiras que vai fazer vocês cometerem o pecado da gula.




1,5 Kg de arroz de segunda
02 galinhas caipiras refogados (pode ser frango)
Óleo
400 gramas de azeitona verde inteiras
01 kg de cebolas roxas picada pequena
01 maço de cheiro verde picado
01 maço de salsinha picada
03 pimentões vermelhos picado pequeno
1,5 kg de tomates bem maduros picado pequeno
½ kg de ervilha fresca (ou 01 lata grande de ervilhas)
01 lata grande de massa de tomate
01 vidro de molho inglês
3 pimentões (verde, vermelo e amarelo) picados pequeno
01 tabelte de caldo de galinha
Sal e pimenta a gosto
alho
Corante de urucum

Modo de fazer: Pique o frango, retire a gordura da galinha e reserve, tempere a gosto. Em uma panela coloque óleo, 02 dentes de alho espremidos e 01 colher de sobremesa rasa de corante de urucum, refogue a galinha e deixe cozinhar, se necessário pode colocar na pressão. Deixe com bastante caldo. Reserve.

Pegue duas panelas divida a gordura da galinha e frite (se não for suficiente acrescente óleo). E uma das panelas coloque metade da cebola, deixe refogar, metade do tomate, metade das azeitonas, metade da ervilha, metade do molho inglês, metade da massa de tomate, sal e pimenta a gosto, o tablete de caldo de galinha, coloque água e deixe cozinhar para fazer um molho, mais ou menos 30 minutos.

Na outra panela refogue a outra metade dos ingredientes, 01 colher de chá de colorau, e o arroz, refogue bem, acrescente os pés, pescoço, costela da galinha junto com o arroz, coloque sal e cozinhe usando metade do caldo do frango e metade do molho que preparou. Se necessário coloque água.

(Neste ponto você tem duas opções: ir colocando os pedaços de galinha no arroz e misturando (e neste caso usa todo o caldo do frango para cozinhar o arroz e utiliza todo o molho vermelhor também) enquanto ele cozinha, para servir tudo junto. Ou cozinhar o arroz com metade do molho e metado co caldo da galinha para servir com a galinha, e o molho separados (eu prefiro desta forma, apesar da receita original ser tudo junto)).

Quando estiver quase seco o arroz, jogar por cima o pimentão, metade da cebolinha verde e salsinha, e deixar terminar de secar. A outra metade da cebolinha e da salsa colocar na galinha.

Sirva quente. Para servir coloque o arroz com a galinha e o molho de  tomate (apimentado).

Servir acompanhado de salada de alface e tomatão em rodelas.

Dica: Se optar por servir separado, na metade do molho de tomate que sobrou colocar bastante pimenta.

O arroz, por ser de segunda, fica mais empapado, mas é esta a intenção mesmo. Quando colocar o arroz na travessa enfeitar com pimenta biquinho.


Olhem a Bá iniciando a preparação do prato.



Dedega, que fez este prato maravilhoso.


terça-feira, 10 de abril de 2012

Berinjela Enrolada

Já sei, vocês devem dar pensando berinjela de novo!!! Pois é, mas é que gosto muito, muito mesmo e lá em casa tem toda semana (se pudesse era todo dia, rsss) e quando faço de um jeito diferente ou que fica com um sabor maravilhoso não resisto e tenho que trazer para vocês.

Esta foi assim, li a receita e na mesma hora fui para a cozinha para fazer, e gente ficou muito mais saborosa que imaginei. O crocante do empanado aliada a textura dos outros dos ingredientes, o aroma, o sabor, ficaram,  para dizer o mínimo, divina.

Fiz algumas adaptações (se não tivesse feito não era eu, né gente!) mas apenas com relação ao tipo dos queijos utilizados, pois usei os que tinha que eram queijo coalho e muçarela, e o tempo de assar, pois a receita original falava em 20 minutos no forno baixo, mas neste tempo, pelo menos no meu forno, não deu um resultado que imaginava, mas vocês podem tentar.

Eu fiz assim depois dos 20 minutos no forno a 200º, cobrir com papel alumínio deixei mais 30 minutos no forno baixo, depois mais 10 minutos no forno alto, ai sim achei que ficou no ponto perfeito.  

Ah, como a querida Josy do Cozinhando com a Josy também adora berinjela, a de hoje é em homenagem a ela.

Então bora pra cozinha que tenho certeza que você também vai amar esta berinjela.



01 berinjela grande cortada em rodelas finas em número par (fiz 10 pares)
03 tomates cortados em fatias em número par ( cortei 12 rodelas)
10 fatias de queijo coalho (ou muçarela)
01 xícara de chá de queijo muçarela ralado (ou parmesão).
1/2 xícara de chá de azeite extra virgem
ervas a gosto ( usei salsinha, manjericão, cebolinha, tomilho e orégano
sal e pimenta do reino moída a gosto
ovo e farinha de rosca para empanhar.

Modo de fazer: Pique as rodelas de berinjela e deixe na água com sal por 10 minutos, retire e enxugue bem. 

Passe as rodelas no ovo batido e após na farinha de rosca, faça pares com as rodelas de berinjela e entre elas coloque um fatia de queijo coalho. Reserve. Proceda desta forma até formar todos os pares.

Em um refratário untado com 01 colher de sopa de azeite disponha 01 par de berinjela recheado com queijo e 01 par de tomate (sem recheio) e assim sucessivamente ate terminar.

Polvilhe o sal e a pimenta do reino a gosto, polvilhe as ervas (usei o equivalente a duas colheres de sopa rasas) regue com o azeite. 

Cubra com papel alumínio e leve ao forno pré aquecido a 200º por 30 minutos, retire o papel alumínio, acrescente o queijo ralado e volte ao forno alto por mais 10 minutos.

Dica: Corte as berinjelas e os tomates finos (0,5 cm) para assarem melhor.




segunda-feira, 9 de abril de 2012

Alcatra ao Molho de Cebola Assada

Hoje para comemorar o fim do meu jejum de carne durante a quaresma trouxe uma receita que ficou de comer rezando.

A alcatra ficou deliciosa, molhadinha por dentro crocante por fora, no ponto certo, mas o molho de cebola, eu vou contar um estória para vocês, como disse na hora que vi receita lá no Na Minha Panela, um show  parte.

Esta é a receita original, fiz apenas uma alteração colocando 01 colher de café de colorau para dar uma corzinha. E gentem este molho é tudo e mais um pouco, tem um sabor muito, mas muito delicioso e dá um up em qualquer prato.

Então bora pra cozinha que eu esperei 40 dias para comer, mas tenho certeza que você não vai esperar nem 40 minutos.


01 peça de alcatra
sal grosso 
02 cebolas picadas em meia luas médias (a receita original usou mini cebolas)
azeite extra virgem q. b.
01 colher de chá de pimenta calabresa
01 colher de café de colorau
sal a gosto

Modo de fazer: Tempere a alcatra com sal grosso deixe descansar por 20 minutos, embrulhe no papel alumínio.

Leve ao forno baixo até assar (aqui em casa demorou 2 horas). Retire do forno e deixe descansar.

Coloque as cebolas em um tabuleiro regue com  um fio bem generoso de azeite, coloque a pimenta calabresa,  sal e o colorau e 1/2 xícara de café de água,  misture. Cubra com papel alumínio e leve ao forno por 30 minutos, retire o papel alumínio, misture e volte ao forno por mais 15 minutos para corar um pouco.

Fatie a carne coloque em uma travessa de servir e coloque o molho de cebolas por cima.

Dica: Coloque as cebolas no forno quando a carne estiver faltando uns 50 minutos para a carne ficar pronta.


sábado, 7 de abril de 2012

FELIZ PÁSCOA



PÁSCOA É RENASCIMENTO.

QUE O SEU RENASCIMENTO SEJA DE FÉ, AMOR, ALEGRIA, ESPERANÇA, CUMPLICIDADE, HUMILDADE, TOLERÂNCIA.

QUE A SUA PÁSCOA SEJA CELEBRADA TODOS OS DIAS.


FELIZ PÁSCOA!

Fê Dayrell.

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Bacalhoada de Panela

Hoje, Sexta Feira da Paixão, 1º dia do Tríduo Pascoal e o dia em que lembramos o julgamento, paixão, crucificação, morte e sepultura de Jesus Cristo.

E chegou finalmente ele, o bacalhau, para brilhar no seu almoço de hoje ou no Domingo de Páscoa.

Eu particularmente gosto de bacalhau de qualquer jeito, mas assim feito na panela é de longe o meu preferido, uso apenas bacalhau, um bom azeite, batatas e cebolas, para que nada interfira no gosto do bacalhau. E vou contar uma coisa é de lamber os beiços.

Então bora pra cozinha porque é uma delícia que você não pode deixar de experimentar.

 
Para 05 pessoas:

750 gramas de bacalhau dessalgado
04 batatas médias em rodelas de 0,5 cm
02 cebolas médias em rodelas finas
03 dentes de alho espremidos
150 gramas de azeitona verde inteiras
azeite extra virgem de boa qualidade
sal e pimenta do reino moída a gosto
01 colher de café de colorau
cheiro verde a gosto

Modo de fazer: Coloque o bacalhau na água para aferventar, desligue. Retire as espinhas e a pele e desfie em lascas grandes (guarde a água que aferventou o bacalhau)

Em um panela cubra o fundo com azeite e coloque a cebola e o alho e leve ao fogo para fritar, assim que a cebola ficar transparente retire e reserve.

Na mesma panela coloque o colorau, no azeite, misture para incorporar , desligue a panela e monte camadas seguindo esta ordem, cebola, batata, bacalhau, cebola até acabar. Acrescente a azeitona verde, pimenta do reino moída, e sal (se necessário), coloque 300 ml da água que cozinhou o bacalhau e leve ao fogo até a batata cozinhar.

Na hora de servir polvilhe cheiro verde a gosto.

Dica: Deixe cozinhar até o caldo engrossar bem.

Na hora que aferventar o bacalhau não o deixe cozinhar muito apenas o suficiente para desfiar e retirar os espinhos (quando ele começar a abrir pode tirar).



quinta-feira, 5 de abril de 2012

Camarão ao Molho de Leite de Coco e Requeijão

Hoje é Quinta feira Santa o dia marca o fim da Quaresma e o inicio do Tríduo Pascal,  que culminante na vigília que celebra, na noite do Sábado de Aleluia, a ressurreição de Jesus Cristo, no Domingo de Páscoa.

Depois do momento cult (rss), vamos a comidinha de hoje.

Dias atrás a Lylia do Simples Assim fez esta receita aqui, que ela deu o nome de Frango 1, 2, 3, a receita me chamou muito a atenção, inclusive o nome do prato, na hora que li a receita fiquei imaginando uma série de variações para aquela receita, gente o molho no qual o frango era assado era simplesmente um espetáculo, qualquer carne combinaria perfeitamente com ele.

Pois é, com este molho na cabeça, optei por fazer um camarão, fiz algumas alterações  que imaginei adaptariam melhor com o camarão, mas que não alteraram a essência do molho.

Gente e ficou tão bom, mas tão bom que já estou imaginando outras de carne com este mesmo molho.

Ah e como disse a Lylia, esta também é 1, 2, 3, preparar, misturar e assar, 'Simples Assim'.

Então bora para cozinha que tenho certeza que você vai ficar se deliciar com este prato.




01 kg de filé de camarão
02 colheres de sopa de creme de cebola
03 dentes de alho espremidos 
1/2 xícara de chá de azeite extra virgem
01 vidro de leite de coco
01 pote de requeijão
01 lata de creme de leite
01 colher de sopa de farinha de trigo
02 colheres de sopa de mostarda
02 pimentas dedo de moça picada em rodelas finas

Modo de fazer: Coloque os camarões em uma vasilha que possa ir ao forno, reserve. 

Em um frigideira coloque o azeite e alho, leve ao fogo até o alho começar a dourar,desligue e regue o camarão com este azeite, misture para incorporar, coloque o creme de cebola e misture novamente. Reserve.

No liquidificador ou mix coloque o creme de leite, o leite de coco, o requeijão, a farinha de trigo e a mostarda bata para incorporar. Deligue, acrescente a cebola e misture (eu pus um pitada de sal).

Coloque este molho em cima do camarão e leve ao forno alto para assar por 25 minutos.

Sirva com arroz.

Dica: Se quiser pode colocar o pacote inteiro de creme de cebola, neste caso não coloque a farinha de trigo no molho.
A receita original era com peito de frango em tiras.