sexta-feira, 30 de março de 2012

Salada de Feijão Branco, Atum, Nozes e Aceto Balsâmico

Oi minhas amigas, hoje estou chegando bem tarde né?! Esta semana tem sido bem complicada e estou tendo que fazer muito malabarismo para dar conta de tudo,  e como ontem não tive como programar a postagem, peço desculpas. 

Mas para compensar, trouxe um saladinha que ficou de comer rezando, muito saboroso e no calor que esta fazendo por aqui um excelente pedida.

Então bora pra cozinha que não deu para o almoço, mas no jantar de hoje você vai arrasar com esta salada.


300 gramas de feijão branco cozido conforme instruções do fabricante
02 tomates picados em pedacinhos
01 cebola roxa média picada em pedacinhos 
03 colheres de sopa de nozes picadas
01 lata de atum ralado (sem a água)
02 colheres de sopa de cebolinha verde
02 colheres de sopa de aceto balsâmico
1 xícara de chá de azeitona verde recheada picada
sal e pimenta do reino moída a gosto 
03 dentes de alho espremidos
azeite extra virgem a gosto

Modo de fazer: Cozinhe o feijão, escorra e deixe esfriar um pouco.

Coloque o feijão em uma vasilha e coloque os tomates, cebola, nozes, o atum, a cebolinha verde, misture, acrescente o aceto balsâmico, a azeitona, misture e reserve.

Em um frigideira coloque o azeite (coloquei bastante +/- 1/2 xícara de chá) e o alho, leve ao fogo e deixe até o alho começar a dourar, coloque o sal misture e desligue (muito cuidado para o alho não queimar, pois senão vai amargar), despeje o azeite aromatizado com alho, ainda quente, em cima da salada e misture, acrescente a pimenta do reino moída a gosto e acerte o sal se necessário.

Transfira para uma saladeira e leve a geladeira por 01 hora antes de servir. 

Dica: Deixe o feijão 'al dente'.


quinta-feira, 29 de março de 2012

Calabresa ao Forno com Batatas, Cebola, Tomate e Louro

No início do março, a Dani do Cozinha Travessa postou esta receita de cara adorei e lendo o post me entusiasmei mais ainda, pois ela contou que foi uma das melhores receitas que tinha feito nos últimos tempos e mesmo sem ser fã de calabresa adorou. Pensei comigo, se quem não gosta de calabresa adorou este prato quem gosta então vai babar colorido (eu já estava literalmente babando). 

Demorei um pouquinho para fazer, mas no domingo estava com visitas em casa e dentre outras coisas, resolvi servi este prato, claro, como não resisto, fiz uma pequena modificação na receita original e coloque cebolas também para assar, mas não me arrependo nenhum um pouquinho, combinou muito bem.

Gente, quem comeu repetiu, repetiu, levou para casa e ainda pediu a receita. Ficou muito bom. E o aroma na hora em que está no forno?! 

Então bora para cozinha que hoje, apesar do avançado da hora, você não pode deixar de experimentar esta delícia.

Ah, e quem não conhece o Cozinha Travessa não deixem de dar um passadinha por lá, um blog muito gostoso e com cada receita, hum....


Para 04 pessoas:

02 calabresas grandes e de boa qualidade
03 tomates picados em 04
02 cebolas médias picadas em 04
01 pimenta dedo de moça verde
06 batatas bolinhas com casca partida ao meio (as minhas eram um pouco maiores)
01 folha de louro grande (ou 2 médias)
1/2 xícara de chá de vinho branco seco
azeite a gosto
ervas secas a gosto (usei manjericão e salsa secas)
sal a gosto
manteiga para untar.

Modo de fazer: Lave bem as batatas com água e sabão e deixe na água com vinagre por 20 minutos. Apos este tempo, parta-as no meio e reserve.

Pique a calabresa, com casca, na diagonal em pedaços pouco maior que 01 dedo.

Em um refratário untado com manteiga, coloque as batatas, a calabresa, os tomates, e a cebola, misture, regue com o vinho, polvilhe sal e as ervas, misture novamente, intercale as folhas de louro, acrescente a pimenta dedo de moça inteira, regue com azeite.

Cubra com papel alumínio e leve ao forno médio pré aquecido por 40 minutos (ou até as batatas cozinharem) após retire o papel alumínio e volte para o forno para doura e secar a água.

Dica: Pode ser usado como acompanhamento como fiz, como aperitivo ou até mesmo comer no pão.



quarta-feira, 28 de março de 2012

Espuma de Tomate

Esta receita é mais uma da minha amiga Lena, mas vou confessar uma coisa, esta realmente  me surpreendeu em tudo, pois duvidei da receita deste o primeiro minuto. Duvidava que fosse gostosa, depois ao ler o modo de fazer, duvidei que desse certo, duvidei que ficasse fofinha, enfim, fiz de teimosa mesmo que sou e para provar para minha amiga Lena que não ia da certo.

Rummm, cai do cavalo, como dizem na minha terra. É muito, mas muito boa,  fica fofinha, posso dizer até mesmo areada, deu certinho as medidas são exatas e o sabor, ah o sabor.... só provando.

A textura ficou bem parecida com de suflê e não fique triste se não ficar igual ao da foto, pois a foto foi tirada assim que saiu do forno e, assim como o suflê, murchou instantes depois.

Então bora pra cozinha que tenho certeza que esta receita vai surpreender vocês também.


08 tomates maduros e sem pele com semente picadinhos (usei tomates pelados)
03 xícaras de chá de farinha de trigo
01 xícara de chá de azeite extra virgem
02 ovos
01 cebola grande picadinha
cheiro verde a gosto
02 colheres de chá de sal 
pimenta do reino moída a gosto
03 colheres de sopa de queijo ralado
01 colher de sopa de pó royal

Modo de fazer: Batas os ovos e misture com os tomates e a cebola, acrescente a farinha de trigo, o azeite o sal e a pimenta do reino, misture formando uma massa homogênea, acrescente o queijo ralado, cheiro verde e por último o pó royal, misture.

Unte e  enfarinhe um refratário, coloque a massa. 

Asse em forno pré aquecido a 240ª (aqui em casa demorou 45 minutos).

Dica: Para retirar a pele do tomate espete-o em um garfo e leve a chama do fogão, até começar a estralar, aí é só retirar a pele (dica da Lena).

Pode substituir o cheiro verde por manjericão.

Na foto tem metade da receita.




terça-feira, 27 de março de 2012

Carne Moída de Forno

Eu sei, eu sei é carne moída,  uma das carnes mais fáceis de fazer. E sei também que não precisa de receita para fazer carne moída, mas esta receita  da minha comadre Silvana, além de muito gostosa é um coringa.

Os temperos utilizados dão um sabor muito especial,vale demais a pena.

Então bora pra cozinha que hoje vamos comer um carninha moída que é da pontinha da orelha.



500 gramas de carne moída (usei patinho)
1/2 embalagem de sopa de cebola
02 colheres de sopa de maionese
01 cebola média em cubinhos
03 colheres de sopa de catchup
01 colher de sopa de molho inglês
02 colheres de sopa de cebolinha verde
01 dente de alho ralado
01 pimenta dedo de moça em rodelas finas
sal se necessário
cebolinha verde para decorar.

Modo de Fazer: Coloque a carne em uma vasilha de vidro e acrescente os ingredientes na ordem da receita,  exceto o sal, misture bem (como se fosse fazer almondegas), verifique se é necessário colocar sal.

Unte um refratário com azeite, coloque a carne e arrume no refratário com a ajuda de uma colher.

Leve ao forno médio até assar e secar toda a água (aqui em casa demorou 45 minutos)

Dica: Pode colocar calabresa ralada junto com a carne



segunda-feira, 26 de março de 2012

Derretidinho

Semana passada estive na Cachaçaria Água Doce aqui em Uberlândia e um dos pratos me chamou demais a atenção. No cardápio contava que todo ano a rede faz um concurso de culinária entre todas as unidades e as receitas vencedoras passam a brilhar no cardápio de todas as unidades da rede.

Esta receita, salvo engano, é da unidade de Marília/SP e havia vencido o concurso.

O prato me chamou demais a atenção, confesso que salivei com a foto e com a descrição dos ingredientes, no dia, não sei porque, acabamos comendo outra coisa, mas eu fui para casa com aquele prato na cabeça e ficava só imaginando o sabor...

Como não tinha em casa todos os ingredientes necessários, tive que esperar dois dias para fazer a receita. Fiz e gente, PARA TUDO!  É demais, o sabor deste prato é indescritível. Me arrisco a dizer que é uma das melhores receitas que já fiz.

Segui apenas o conceito original, pois não tinha a receita passo a passo, também não usei os todos queijos da receita original, que eram catupiry, muçarela, parmesão e provolone.

Então bora pra cozinha que hoje você vai se derreter com este prato.


700 gramas de mandioca cozida e amassada
200 gramas de requeijão cremoso
200 ml de creme de leite
noz moscada e sal a gosto
150 gramas de muçarela ralda
100 gramas de queijo gouda ralado (não tirei a casa propositalmente)
50 gramas de gorgonzola amassada
manteiga para untar.

Modo de fazer: Cozinhe a mandioca como de costume e amasse. Acrescente o requeijão e o creme de leite  a noz moscada e o sal (pouco) e faça um crema homogêneo.

Em um refratário untado com manteiga coloque o creme de mandioca, reserve.

Em uma vasilha de vidro coloque os queijos e misture, despeje por cima da mandioca.

Leve ao forno a 200ª por 30 minutos ou até derreter todo o queijo.

Sirva quente.

Dica: Pode utilizar os queijos da sua preferência, mas esta combinação que usei ficou de arrasar. 


sexta-feira, 23 de março de 2012

Massa Tricolore ao Molho de Queijo Coalho e Alho Poró

Hoje estava com uma vontade de comer massa, mas como já contei não estou comendo carne e não estava afim de molho branco puro e simples, fiquei pensando, pensando, pensando...

Abri a geladeira e fui tirando as coisas que tinha tirei o alho poró, o queijo coalho e deu um click!

Confesso que eu não estava dando nada por este molho fiz assim meio desconfiada, mas ficou muuuuuiiiiiiito bom.

Então bora pra cozinha que com este molho você vai babar.


                                  


1/2 pacote de massa tricolor da sua preferência (usei parafuso)
1 alho poró pequeno picado em rodelas até a metade das folhas
100 gramas de queijo coalho ralado
01 xícara de chá de leite
02 dentes de alho espremidos
1/2 colher de sopa de farinha de trigo
02 colheres de sopa de manteiga 
sal a gosto.

Modo de fazer: Cozinhe a massa de acordo com as instruções do fabricante. Escorra e reserve.

Em uma panela coloque a manteiga e o alho, deixe até o alho começar a dourar, acrescente o alho poró e refogue por 04 minutos mexendo sempre, dissolva a farinha de trigo no leite e coloque na panela, misture, cozinhe em fogo baixo por 04 minutos, acrescente o queijo coalho ralado, misture e deixe derreter, acerte o sal, imediatamente acrescente a massa dentro do molho e misture com cuidado.

Sirva quente.

Dica: Passe a massa na água, antes de acrescentar no molho, para que ela se solte.



quinta-feira, 22 de março de 2012

Bife de Fígado a Milanesa do Na Biroskinha

Ano passado a Rachel do Na Biroskinha fez um receita de bife de fígado a milanesa que, para dizer o mínimo, me deixou curiosa.

Por vários motivos não fiz a receita imediatamente só vindo a fazer agora, quanto arrependimento!!! E olha que interessante, um tempo depois a Rachel, em um outro post onde participava de um desafio, disse que esta receita não teve o sucesso que merecia quando ela postou e que só veio a ser muito acessada quanto o Pereirinha fez bifes de fígado a milanesa na novela, kkkk, é o poder da mídia.

Amigas, é muito gostoso!!!! E você aí!? É você mesmo! Não torça o nariz antes de experimentar!

Então bora pra cozinha que a receita de hoje é em homenagem a querida Rachel, que esta enfrentando um momento triste e eu queria ela ao menos sorrisse com minha homenagem. Rachel, receba, por esta receita, o meu abraço sincero.


500 gramas de bife de fígado
mix de tempero caseiro (sal, alho e pimenta)
02 ovos batidos
farinha de pão ou de rosca q.b.
azeite extra vigem para fritar

Modo de fazer: Limpe os bifes de fígado retirando a película que os envolve, tempere o bifes de fígado com o mix de tempero caseiro, reserve por 15 minutos.

Bata os ovos com uma pitada de sal, passe os bifes pelos ovos e após na farinha de pão.

Frite no azeite quente.

Dica: Retire os bifes, ou peça o açougueiro, o mais fino possível.


quarta-feira, 21 de março de 2012

Arrumadinho de Camarão

Se você era como eu, que achava que a combinação do camarão com a mandioca não era lá estas coisas e que resultava em um prato um pouco sem graça!? Vai rever seus conceitos após comer este arrumadinho, assim como eu tive que rever.

O sabor deste prato me surpreendeu, confesso que não esperava que ficasse tão deliciosamente saboroso, até aqueles que torcem o nariz para camarão comerão e pediram mais. 

Eu?! Só tenho uma coisa a dizer: Simplesmente maravilhoso!!!!!


E se quiser fugir do tradicional bacalhau no almoço de Páscoa, esta é a receita certa. Tenho certeza que vai fazer o maior sucesso.

Então bora pra cozinha que você vai experimentar um arrumadinho que vai te deixar de deixar com gostinho de quero mais.


Ah já ia esquecendo, esta receita esta fazendo parte da blogagem coletiva para Almoço de Páscoa promovida pela Dirlene  do Deliar Cake Creations e que vai sair na sexta feira, não deixem de conferir.


01 kg de filé de camarão
suco de 02 limões grandes
400 gramas de requeijão cremoso
01 cebola grande picadinho
04 dentes de alho espremidos
azeite extra virgem q.b.
02 colheres de sopa de extrato de tomate
sal e pimenta dedo de moça a gosto
cheiro verde a gosto
01 kg de mandioca cozida e espremida
02 latas de creme de leite
noz moscada a gosto.
queijo minas ralado q.b.

Modo de fazer: Cozinhe a mandioca em água com sal, após cozida, esperma ou passe pelo moedor, acrescente o creme de leite e misture até obter um creme homogêneo acerte o sal e acrescente a noz moscada. Reserve.

Em um escorredor coloque o camarão, o limão e o sal, reserve.

Em um panela coloque  azeite (+/- 06 colheres de sopa), o alho e a cebola, deixe até começar a dourar, acrescente os camarões misture e deixe refogar por 04 minutos. Acrescente o extrato de tomate, 01 xícara de café de água, misture, acerte o sal. Acrescente o requeijão, misture, o cheiro verde, a pimenta, misture  desligue.

Em um refratário untado com azeite coloque o camarão, o creme de mandioca e o queijo ralado por cima, cobrindo todo o refratário.

Leve ao forno pré aquecido por 35 minutos ou até dourar.

Dica: Se quiser pode substituir o creme de mandioca por purê de batata.



Ah quer outras sugestões para o almoço de Páscoa:





terça-feira, 20 de março de 2012

Arroz de Forno Cremoso

Gente este arroz é maravilhoso, sem explicação, só comendo para vocês entenderem o que estou falando.

A misturas do alho poró  com a linguiça deu um sabor delicioso. Façam e depois me contem se não é tudo isto que estou falando.

Então bora pra cozinha que no almoço hoje tem um arroz de forno cremoso que é dos deuses.

Gente este arroz é maravilhoso, sem explicação, só comendo para vocês entenderem o que estou falando.
A misturas do alho poró  com a linguiça deu um sabor delicioso. Façam e depois me contem se não é tudo isto que estou falando.
Então bora pra cozinha que no almoço hoje tem um arroz de forno cremoso que é dos deuses.
Você vai precisar:
400 gramas de linguiça de pernil frita ou assada cortada em pedaços de 02 cm
02 xícaras de chá de  tender em cubos médios (se não tiver tender usar presunto ou presunto defumado)
01 alho poró médio em rodelas (cortar até metade das folhas)
01 colher de sopa de manteiga amolecida
05 dentes de alho
01 lata de creme de leite
01 pote de requeijão 
1/2 xícara de leite
sal e pimenta do reino moída a gosto
200 gramas de muçarela ralada
02 xícaras de arroz cru
03 xícaras de chá de caldo de legumes
óleo para refogar o arroz 
manteiga para untar.
Modo de fazer: Em um panela coloque o óleo e dois dentes de alho espremidos, deixe o alho começar a dourar e refogue bem o arroz, acrescente o caldo de legumes, misture e deixe cozinhar em fogo baixo até a água secar. Desligue e reserve.
Em um frigideira coloque 01 colher de sopa de manteiga, 03 dentes de alho espremidos, quando o alho começar a dourar refogue o alho poró por 03 minutos, desligue e reserve.
Com um garfo solte o arroz, acrescente o alho poró refogado, a linguiça picada e o tender, misture bem, despeje em um refratário untado e reserve.
No liquidificador coloque o creme de leite, o requeijão, o leite, sal e pimenta do reino moída, bata. Despeje em cima do arroz. Polvilhe a muçarela ralada por cima.
Leve ao forno, pré-aquecido, a 200º graus até o queijo derreter.
Dica: Eu prefiro assar a linguiça no forno ao invés de fritar, coloque-a em um assadeira, fure com garfo, regue com um pouco de óleo e asse em forno alto por 30 minutos ou até corar.





segunda-feira, 19 de março de 2012

Bolo de Fubá - O bolo perfeito

E a busca finalmente chegou ao fim.
Vocês se lembram que contei, neste post aqui, a minha procura por uma receita de bolo de fubá que tinha comido na casa da mãe de uma amiga há muito tempo? Pois é finalmente a minha busca chegou ao fim, FINALMENTE ENCONTREI A RECEITA DO BOLO DE FUBÁ PERFEITO.
Comentando com minha amiga, a Lena, sobre a estória do bolo, ela falou que tinha uma receita de bolo de fubá que fica do jeitinho que eu estava falando, na mesma hora ela eu perguntei: 'Onde esta esta receita, me mostre, não esconda', confesso que quase beirando as raias do desespero, rsss.
Ela me disse que ia localizar a receita e ia fazer o bolo para mim, a contra gosto concordei, na verdade o meu desejo era que ela parasse o que estava fazendo e procurasse a receita, mas, tive que esperar... e esperar e esperar...
Pois bem, passado um tempo (a bem da verdade quase um eternidade) ela fez o bolo. E gente era ele, o bolo de fubá perfeito!!!! Que delícia, escrevendo este post chego a sentir o sabor do bolo.
Até tentei tirar uma foto para vocês verem como fica o recheio no meio do bolo.
Então bora pra cozinha que hoje você vai comer um bolo de fubá recheado com um cafezinho quentinho que vai te deixar com gostinho de quero muuuuuiiiiiito mais.
Você vai precisar:
03 ovos
04 xícaras de chá de leite
02 xícaras de chá de fubá
02 xícaras de chá de açúcar
01 colher de sopa de óleo
01 colher de sopa de manteiga
02 colheres de sopa de farinha de trigo
01 colher de sopa de fermento em pó
1 e 1/2 pires de chá de queijo ralado
Modo de fazer: No liquidificador bata primeiro a manteiga as gemas e o açúcar, (+/- 03 minutos), após acrescente os demais ingredientes, exceto o fermento e as claras em neve.
Após liquidificar acrescente as claras em neve e o fermento, misture delicadamente.
Coloque em uma assadeira untada e esfarinhada e leve para assar em forno médio (aqui demorou 35 minutos).
Dica: A massa fica bem liquida.
Para o bolo ficar fofinho peneire a farinha, o fubá e o açúcar.

Olha o recheio do queijo no meio, hum.....

sexta-feira, 16 de março de 2012

Sardinhada

A Lena, uma grande amiga, dia deste me perguntou se eu já tinha comido bacalhoada de sardinha, como nunca tinha ouvido falar e perguntei o que era. Ela me contou que há uns anos atrás ela estava com vontade de comer bacalhoada, mas a grana estava curta, então pensou e foi para cozinha inventar e resolveu fazer do mesmo jeito de uma bacalhoada, mas usando sardinha. O resultado? Ela disse que fez o maior sucesso na casa dela e que sempre repete.

Eu, claro fiquei muito curiosa, pedi a receita e fui testar em casa. E não é que fica bom mesmo?! Eu gosto de sardinha, e com certeza vou repetir este prato, achei que ficou saboroso e o sabor da sardinha não ficou muito acentuado, com é de costume da sardinha enlatada.

Ah, ela não pensou este nome para o prato, mas como não era feito de bacalhau eu achei que este nome era mais acertado e daria uma charme a mais ao prato. 

Então bora pra cozinha que hoje vou apresentar para vocês a sardinhada da Lena.


02 sardinhas em lata (usei em óleo, mas pode ser a em molho de tomate)
03 batatas grandes em rodelas de 01 dedo de largura
01 cebola em rodelas médias
1/2 pimentão vermelho em rodelas finas
1/2 pimentão verde em rodelas finas
1/2 pimentão amarelo em rodelas finas
1/2 xícara de chá de água
sal e pimenta a gosto
azeite extra virgem
01 colher de café de corante de urucum

Modo de fazer: Retire as sardinhas da lada, retire a espinha do meio e parta os pedaços ao meio, reserve.

Em uma panela coloque uma colher de sopa de azeite, coloque o corante de urucum, leve ao fogo para incorporar, desligue. Na mesma panela monte da seguinte forma: pimentões, as batatas, cebolas e sardinha em quatro (01 lata), pimentões, batatas, cebola, sardinha partida em quatro (01 lata).

Na xícara de água coloque o sal e a pimenta picadinha, acrescente este mistura na panela, regando em todos os lados, regue com azeite extra virgem a gosto.

Leve ao fogo médio até cozinhar as batatas.

Sirva com arroz branco e salada verde.

Dica: Se quiser poe usar filé de sardinha em lata, neste caso são necessários 3 latas.


quinta-feira, 15 de março de 2012

Legumes Salteados na Manteiga de Alho

Estes legumes ficam muito saborosos e é o que chamo de acompanhamento curinga, pois combina com todo tipo de carne, além do que é sucesso garantido.

Lá em casa fiz acompanhando um filé de lombo grelhado ao molho de vinho que vou postar a receita na semana que vem.

Por enquanto vamos aos legumes.

Então bora pra cozinha que esta receita vocês não podem ficar sem fazer.


500 gramas de legumes variados cozidos em água com sal (usei batata salsa, cenoura, chuchu, batata) 
05 colheres de sopa de manteiga em temperatura ambiente
06 dentes de alho grandes amassados
alecrim fresco a gosto
sal a gosto.

Modo de fazer: Pique os legumes em pedaços médios a pequenos, cozinhe, separadamente, em água com sal, escorra e reserve.

Em um socador de tempero, coloque o alho um pouco de sal e soque bem, quando estiver bem socado misture o alho com manteiga até obter uma pasta homogênea.

Em uma panela coloque a pasta de manteiga e alho e deixe derreter e o alho fritar um pouco, mas sem dourar, acrescente os legumes e misture delicadamente para incorporar a manteiga nos legumes, deixe 05 minutos e retire do fogo.

Coloque em uma travessa de servir e polvilhe alecrim fresco por cima.

Dica: Coloque 01 colher de sopa de azeite extra virgem na panela junto com a manteiga para evitar que esta queime.
 Não deixe que os legumes cozinhem demais para que eles não desmanchem na hora em que for misturar com a manteiga.


quarta-feira, 14 de março de 2012

Tender ao Molho de Maracujá

Lá em casa adoramos tender e porque temos que comer apenas uma vez por ano? 

Tender? Esta época do ano? Simmmmmmmmmm!!!!!!!!!!!

Comprei um tender em janeiro e guardei no freezer e dia destes resolvi fazer. O aroma exalado pelo tender e o sabor do molho de maracujá me agradaram por demais e o provador oficial lá de casa disse que o tender com o molho  ficou bom demais.

Então bora pra cozinha que a comida de hoje tem jeito e sabor de festa.


01 tender bolinha
250 ml de suco de maracujá
200 ml de água
02 colheres de sopa pimenta do reino em grão
02 colheres de sopa de açúcar
02 colheres de sopa de farinha de trigo
02 colher de sopa de manteiga
sal a gosto

Modo de fazer: Faça cortes em diagonal no tender (ou de outra forma que preferir) coloque em um saco plástico acrescente o suco de maracujá, a água e a pimenta do reino em grão, feche o saco e deixe marinando por 6 horas.

Com o papel alumínio faça um pacote  (dei 03 voltas para fazer o pacote) fechando um dos lados, coloque o tender e o caldo da marinada, feche o o outro lado (se necessário passe mais papel alumínio em volta para que o caldo fique dentro do pacote), coloque em uma assadeira e leve ao forno por 01 hora, ou até assar.

Retire o papel alumínio, com cuidado para não queimar com o vapor, escorra o caldo em um vasilha e reserve. Coloque o tender em um travessa e reserve.

Em um panela coloque  o açúcar e deixe caramelizar um pouco, acrescente a manteiga, misture, acrescente metade do caldo da marinada, misture, acrescente a farinha de trigo dissolvida em um pouco de água, misture para não empelotar, coloque uma pitada de sal, deixe ferver em fogo baixo até engrossar e cozinhar a farinha de trigo.

Fatie o tender e sirva com o molho por cima

Dica: Pode bater o caldo da marinada (sem a pimenta do reino) no liquidificador com a farinha de trigo antes de colocar na panela.


terça-feira, 13 de março de 2012

Berinjela de Veraneio

Estou participando de uma blogagem coletiva do Blogs de Culinária sobre saladas, fiquei muito entusiasmada, pois lá em casa salada é igual arroz e feijão, tem que ter todo dia, então foi só juntar a fome com a vontade de criar.

Mas tenho que confessar, foi um 'cadinho' mais complicado do que imaginei, pois não tenho costume de saladas muito elaboradas, gosto de saladas verdes mais simples.

Pensando, resolvi unir duas saladas campeãs de audiência lá em casa, a salada de alface bailarina com alho poró, aceto balsâmico e azeite aromatizado e a salada de berinjela frita, surgindo uma nova salada que dei um nome bem sugestivo de berinjela Veraneio. E que vou contar um coisa ficou excepcionalmente maravilhosa, vale a pena experimentar!

Então bora pra cozinha que  tenho certeza que este sabor vai lhe deixar maravilhada.

Ah, e quer ver mais receitas de saladas maravilhosas corra até o Blogs de Culinária, tenho certeza que você não vai se arrepender.


01 alface bailarina ou outra de sua preferência cortada fina
01 alho poró em fatias
azeite aromatizado q.b.
aceto balsâmico q. b.
flor de sal a gosto

01 berinjela cortada em fatias finas
01 pimentão vermelho em cubos médios
01 pimentão amarelo em cubos médios 
01 pimentão verde em cubos médios 
01 cebola roxa média em cubos médios
05 dentes de alho espremidos
sal e pimenta do reino moída a gosto
azeite extra virgem

Modo de fazer: Pique a berinjela em fatias finas, coloque em uma vasilha com água e deixe por 10 minutos, coloque em um escorredor e deixe por 20 minutos.

Em uma frigideira grande coloque 200 ml de azeite extra virgem,  esquente, acrescente a berinjela, o sal, a pimenta do reino  e deixe fritar, mexendo sempre para não grudar no fundo. Este processo aqui em casa demorou +/- 30 minutos, quando estiver frita acrescente o alho espremido, misture e deixe até o alho começar a dourar, desligue.

Em um vasilha de vidro misture os pimentões a cebola e de imediato, com a berinjela ainda quente despeje por cima da mistura, mexendo bem para incorporar e desmanchar a berinjela, acerte o sal se necessário.

Misture o alface e o alho poró, tempere com duas colheres de sopa de aceto balsâmico.

Montagem: Em um prato coloque o alface com o alho poró regue com azeite aromatizado e polvilhe flor de sal. Em uma vasilhinha a parte coloque a salada de berinjela e sirva ao lado.

Dica: A berinjela vai dar água antes de começar a fritar, espere toda a água secar. A berinjela vai desmanchar enquanto frita, não se desespere é assim mesmo.
Se não tiver flor de sal use sal comum, se não tiver azeite aromatizado use azeite extra virgem. 


segunda-feira, 12 de março de 2012

Arroz Mole


O que é isto? Arroz Mole? Sim, é um arroz bem cozido, com carne, e maravilhosamente delicioso.....
É uma comida tradicional nas cozinhas mineiras, mineiro que é mineiro sempre tem uma receitinha de arroz mole e lá em casa não é diferente.
O segredo deste prato esta no cozimento do arroz, que deve estar muuuuuuito cozido e em deixar um pouco de caldo. E o melhor é prático e rápido de fazer.
Então bora pra cozinha que vamos quem não conhece vai passar se apaixonar por este prato.
Você vai precisar:
Para 04 pessoas:
500 gramas de alcatra picadinha (ou outra carne da sua preferência)
01 cebola média picada em cubos pequenos
04 tomates maduros picados em cubos pequenos
1/2 pimentão vermelho em cubos pequenos
03 dentes de alho espremidos
02 xícaras de arroz crú já lavado
mix de tempero caseiro
01 colher de café de corante de urucum
óleo q. b.
cheiro verde a gosto 
Modo de fazer: Tempere a carne a carne com o mix de tempero caseiro e reserve.
Em um panela coloque o óleo e o alho e a cebola e deixe refogar até a cebola começar a dourar, acrescente a carne e deixe refogar bem (+/- 15 minutos).
Após este tempo acrescente o corante de urucum, misture, coloque o tomate e o pimentão misture bem, se necessário coloque um pouco mais de óleo, acrescente o arroz, misture bem e deixe refogar mais uns 08 minutos, mexendo sempre. Acrescente a água suficiente para deixar o arroz bem cozido, misture, acerte o sal e deixe cozinhar. 
Assim que o arroz estiver bem cozido, polvilhe cheiro verde e sirva.
Dica: Quando for colocar o corante de urucum afaste a carne e coloque um pouquinho de óleo no canto da panela, coloque o corante e deixe incorporar no óleo, cuidado para não queimar o corante, para só depois misturar com a carne.
IMPORTANTE DEIXAR CALDO NO ARROZ MOLE COMO NA FOTO ABAIXO.


sábado, 10 de março de 2012

Guacamole a Minha Moda

Eu simplesmente sou fascinada pela culinária mexicana e tenho me arriscado a fazer alguns pratos, coisas básicas, nada ainda muito elaborado.

E tem um que adoro é o guacamole, nunca fui muito fã de abacate, mas descobri o sabor deste fruto com este prato e sempre que posso faço, refaço, repito....

Os tradicionalistas da cozinha mexicana que me perdoem, pois nunca sigo a receita original (aliás, vocês já devem ter percebido que este é um péssimo, ou  ótimo, hábito que tenho sempre modificar as receitas originais, rsss).

Então bora pra cozinha que hoje vamos comer um guacamole a minha moda que modéstia a parte é muito, mas muito saboroso.


01 abacate bem maduro
suco de 02 limões siciliano
01 cebola roxa bem picadinha
04 pimentas dedo de moça picadinhas
cheiro verde a gosto
sal a gosto
tortilhas ou doritos

Modo de fazer: Misture a cebola, o suco de limão, a pimenta e tempere com o sal, reserve. 
Com a ajuda de um boleador retire bolinhas do abacate colocando em um vasilha de vidro. Jogue por cima a mistura do limão reservada, misture delicadamente. Polvilhe cheiro verde.

Leve a geladeira e sirva com tortilhas ou doritos.

Dica: Use o abacate bem maduro.
Se não tiver boleador, amasse o abacate.

sexta-feira, 9 de março de 2012

Moqueca a Minha Moda no Forno

Olá amigas, estou vindo tarde né?! Mas é que pensei que iria chegar de viagem mais cedo e não programei a postagem de hoje, rsss.

Para me redimir preparei uma receita super especial para minhas sextas sem carne. Foi assim, tinha umas postas de peixe e não queria fazer ensopadas, bom ai me sobrou a opção de fritar ou assar, mas fritura? Não, definitivamente queria algo mais light, aí surgiu a ideia, quem sabe um moqueca no forno? Sim!!! E ficou maravilhosa, de comer e pedir mais.

Então bora pra cozinha que hoje vamos comer um moqueca de forno que ficou de lamber os beiços.


01 kg de peixe em postas (da sua preferência) sem a pele
sal e pimenta do reino moída
suco de 02 limões
01 pimentão verde grande em rodelas
01 cebola grande em rodelas
02 pimentas de cheiro em rodelas
600 ml de molho de tomate caseiro
azeite extra virgem q.b.

Modo de fazer: Tempere as postas de peixe com o sal, pimenta do reino e o limão e deixe descansar por 30 minutos.

Unte um refratário com azeite e coloque as postas de peixe, coloque por cima a cebola, o pimentão e a pimenta, polvilhe sal (não muito) e pimenta do reino moída. Acrescente o molho de tomate, regue com azeite. Cubra com papel alumínio. 

Leve ao forno médio até o peixe estiver assado (aqui em casa demorou 50 minutos).

Sirva com arroz branco ou purê de batata e salada verde.

Dica: Pode fazer com as postas de peixe com pele.
Se quiser usar leite de coco, coloque 01 vidro de leite de coco e 400 ml de molho de tomate caseiro.





quinta-feira, 8 de março de 2012

Berinjela Napolitana

Mais uma receita da Revista Minuto do Chef Daniel. Esta receita me surpreendeu pela simplicidade, rapidez e praticidade.

E o sabor? Ficou demais!

Tenho certeza que quem fizer vai repetir várias vezes. E o bom é que sempre podemos inovar com esta receita, substituir o tomate fresco por seco, no queijo podemos usar parmesão, búfala, minas, podemos usar manjericão, salsa, alecrim,  enfim, uma infinidade de sabores.

Então bora pra cozinha que hoje vamos experimentar uma deliciosa berinjela napolitana.


01 berinjela cortada em fatias de 01 dedo (01 grande rendeu 08 fatias)
08 fatias grossas de tomate
08 fatias grosas de cebola
08 fatias de queijo muçarela
orégano a gosto
sal a gosto 
azeite extra virgem q.b.

Modo de fazer: Corte as rodelas de berinjela e deixe na água com sal por 10 minutos. Escorra bem, enxugue e reserve.

Em uma frigideira coloque azeite e grelhe as berinjelas de ambos os lados (05 minutos de cada lado), reserve.

Em um refratário, coloque as berinjelas grelhadas, regue com azeite, acrescente nesta ordem: as rodelas de cebola, tomate, regue com azeite e coloque uma pitada de sal, coloque o queijo, polvilhe orégano e regue com mais azeite.

Leve ao forno baixo pré aquecido para assar até a berinjela ficar macia (aqui em casa demorou 35 minutos).