quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Batata Recheada

Fiz esta receita já tem algum tempo, mas as fotos ficaram tão escuras que tinha desistido de postar.

Ontem estava revendo algumas fotos e lembrei desta receita, de como esta batata tinha ficado saborosa, com gostinho de quero mais.

E mesmo com as fotos não muito boas resolvi postar, pois não achei correto deixar vocês sem experimentar esta delícia. E olha a praticidade pode ser servida no jantar sozinha, como eu fiz, ou como acompanhamento no almoço.

Então bora pra cozinha que vamos nos deliciar com uma batata recheada maravilhosa.


04 batatas grandes
08 colheres de sopa de requeijão cremoso ou catupiri
04 fatias de presunto partidas ao meio 
sal a gosto
azeite extra virgem para untar 
queijo muçarela em fatias (pode usar parmesão)

Modo de fazer: Lave as batatas e leve para cozinhar inteira e com casca em água com sal. Quando estiverem 'al dente'  retire e deixe esfriar um pouco. Ainda morna, parta a batata ao meio e com auxílio de uma colher de chá ou boleador, retire parte da polpa da batata, repita com todas elas.

Coloque as batatas em um refratário untado com azeite, salpique sal sobre as batatas, coloque 01 colher de sopa de requeijão cremoso sobre cada cavidade da batata, coloque o presunto e cubra tudo com queijo muçarela.

Leve ao forno médio, pré aquecido, por 30 minutos.

Dica: Pode substituir o presunto por outro recheio de sua preferência: frango desfiado, bacon, linguiça picadinha, carne moída, atum, camarão, bacalhau, etc, é só usar a criatividade.

Não retire a casca da batata, para que ela não desmanche se cozinhar muito.

Não jogue fora a polpa retirada use para fazer purê ou um caldo de batata.




terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Língua ao Molho de Vinho Tinto e Limão

Bom, que eu sou chegada em uma carne diferente e até exótica isto vocês já sabem, mas já tinha um tempinho que não aparecia na minha cozinha.

Percebendo isto, corri para corrigir meu erro e tinha em casa língua de boi (pois é, isto mesmo, você entendeu direito, língua de boi!), esta parte do boi na maioria das vezes desprezada é uma verdadeira iguaria e eu modéstia a parte a preparo muito bem.

Optei fazê-la com um molho de vinho tinto e limão, o toque do limão deixou o molho com um sabor surpreendente, refrescante e este molho vai voltar aqui muitas vezes.

Então bora para cozinha que hoje vamos comer uma língua ao molho de vinho e limão que vai deixar você viciada neste sabor.



01 língua de boi limpa
mix de tempero caseiro (sal alho e pimenta)
05 dentes de alho
01 colher de chá de colorau
óleo
1/2 cebola média ralada

Para o molho de Vinho Tinto e Limão

01 cebola ralada
02 colheres de sopa de manteiga
01 colher de sopa de farinha de trigo
01 copo de vinho tinto
01 copo de caldo de carne (usei o caldo do cozimento da língua
01 folha de louro
01 pimenta de cheiro picadinha
01 limão lavado em rodelas finas
sal q.b.

Modo de fazer: Tempere a língua já limpa com o mix de tempero caseiro, faça 05 furos com a faca na língua e introduza os dentes de alho, deixe descansar por 02 horas.

Em uma panela de pressão coloque o óleo (03 colheres de sopa) e a cebola ralada, deixe refogar, quando a cebola estiver transparente coloque o colorau, misture e refogue a língua por 10 minutos, mexendo sempre, acrescente água suficiente para cobrir, tampe a panela e deixe cozinhar (aqui em casa demorou 40 minutos após dar pressão, mas é bom verificar com 30 minutos). Após cozida reserve.

Em outra panela coloque a manteiga e deixe derreter, coloque a cebola quando a cebola estiver transparente, acrescente a farinha de trigo, misture (atenção para não formar grumos), deixe dar cor e acrescente o vinho aos poucos e o caldo da carne, acrescente o louro e a pimenta, corrija o sal se necessário. Abaixe o fogo e deixe ferver por 15 minutos. Após este tempo, coloque as rodelas de limão, desligue imediatamente e tampe.

Sirva a língua com o molho de vinho tinto e limão por cima e rodelas de limão.

Dica: Se você não comprar a língua já limpa, pode limpá-la em casa, pois ela vem coberta por uma casca grossa. Faça assim, em uma panela de pressão coloque a língua (sem nenhum tempero) água suficiente para cobrir e 01 xícara de chá de vinagre, após dar pressão marque 20 minutos e desligue. Retire a pressão, retire a língua da panela e deixe ficar morna com auxílio de uma faca afiada, vá tirando a casca, que vai estar praticamente solta pela ação do vinagre. Comprei a língua já limpa, por isto não vou dar o passo-a-passo para limpá-la mas prometo que de uma próxima vez mostro como se faz.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Legumes ao Sugo

Aqui em casa comemos muita verdura e legumes não apenas porque é bom para saúde, mas porque gostamos mesmo.

E sempre procuro inventar, reinventar, copiar 'dasamigas' formas diferentes de fazer legumes. A receita de hoje,  faço originalmente apenas com couve flor, mas estava 'numas' de experimentar novos sabores e resolvi juntar vários legumes. E confesso, não me arrependi.

Ficou muito saboroso a mistura dos legumes com o molho de tomate caseiro e com certeza esta receita vai aparecer mais vezes.

Então bora pra cozinha que tenho certeza que ainda dá tempo de fazer para o almoço.


Legumes variados cozidos q.b. (usei 1/2 buque pequeno de couve flor, uma abobrinha pequena, 01 batata média, 01 cenoura média, 01 chuchu pequeno, 01 batata salsa média)
01 cebola média em cubinhos pequenos
02 dentes de alho espremidos
04 colheres de sopa de azeite extra virgem
flor de sal q.b. (pode usar sal comum)
queijo parmesão ralado fino a gosto.

Modo de fazer: Cozinhe os legumes separadamente em água com um pouco de sal, após cozidos reserve.

Em uma panela coloque o azeite a cebola e o alho, quando a cebola começar a dourar, coloque os legumes e misture delicadamente para incorporar no azeite. Deixe uns 4 minutos e desligue.

Transfira os legumes para uma vasilha que possa ir a mesa, polvilhe flor de sal (ou sal comum) por cima dos legumes, despeje o molho de tomate (já aquecido) por cima e polvilhe queijo parmesão ralado.

Dica: Deixe o molho de tomate mais encorpado.

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Pernil com Vinagre Aromatizado e Mostarda

Gente a carne de porco anda com um preço para lá de atraente. Então temos que nos revirar para criar, recriar, copiar receitas com esta carne, que é realmente muito saborosa, que o diga a minha amiga Andréa do blog Quitutes da Andréa que é um amante confessa da referida carne.

Dia deste fui no meu açougue oficial e tinha um promoção de pernil serrado que estava muito convidativa e dentre as vária peças tinha esta que parecia uma paletinha e estava do jeito que eu gosto, sequinha, sem muito gordura, mas com um pedaço de pele por cima, não tive dúvidas levei-a para casa.

Resolvi criar e fiz utilizando como tempero vinagre aromático e mostarda e gente vou contar um estória ficou simplesmente maravilhosa, com certeza esta combinação vai aparecer mais vezes aqui na minha cozinha

Ah, já ia me esquecendo, Andréa, esta é em sua homenagem.

Então bora para cozinha que hoje vamos comer uma paletinha de pernil que ficou de comer rezando.


01 peça de paleta de pernil de 1 kg (ou outro corte da carne de porco de sua preferência)
vinagre aromatizado (o meu foi aromatizado com alho, pimenta dedo de moça, alecrim, manjericão, pimenta do reino branca) q.b.
sal a gosto
mostarda amarela q.b.

Modo de fazer: Tempere a carne com o vinagre e o sal e deixe descansar por 30 minutos.
Após este tempo passe mostarda amarela por toda a carne, coloque em uma assadeira. Leve ao forno baixo até assar (aqui em casa demorou 50 minutos), após este tempo aumente o forno para dourar.

Dica: Se for possível deixe a carne na marinada de sal e vinagre mais tempo.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Carne de Sol com Purê de Abóbora

Gente adoro uma carne de sol, quando é de boa qualidade então, hum... é de comer rezando.

Falando em carne de sol mesmo, as autênticas de excelente qualidade, não posso deixar de citar as produzidas em Frei Inocência/MG, nossa a carne de sol produzida naquela região é de primeira qualidade (não é publieditorial, é tietagem mesmo). Passando por aqueles lados, ou se tiver amigos, vizinhos, conhecidos, conhecido do conhecido do vizinho do cunhado, que estiver passando por lá não deixe de comprar ou encomendar um manta.

Pois é, ganhei da mamãe um pedaço desta carne de sol. E é claro lá em casa ela ficou a espera da receita certa, que nunca aparecia, então decidir fazê-la da forma mais tradicional, frita (eu sei eu sei que não é a mais ideal, mas é a mais gostosa) acompanhada de purê de abóbora e pimenta calabresa, e só posso dizer uma coisa para vocês, não sobrou para quem quis.

Ah, claro que pode fazer com a carne de sol de sua preferência, não precisa ser a da região sitada.

Então bora para cozinha que você hoje vai se fartar com esta delícia.


1 kg de carne de sol dessalgada por 18 horas
óleo para fritar

Purê de abóbora:

01 abóbora pequena
01 cebola média picadinha em cubos 
02 dentes de alho
mix de tempero caseiro
noz moscada a gosto
100 ml de leite de coco
pimenta calabresa a gosto para decorar

Modo de fazer: Após dessalgada, cozinhe a carne na panela de pressão apenas com água suficiente para cobri-la por 35 minutos, após este tempo verifique se esta macia, se não estiver cozinhe mais um pouco.
Escorra a água da panela de pressão deixando apenas o equivalente a 1/2 xícara de chá, volte com a panela para o fogo, sem colocar pressão e acrescente óleo até a metade da carne e deixe fritar, virando de lado para que frite dos dois lados (deixei aproximadamente 10 minutos de cada lado). Retire a carne da panela e reserve.

Para o purê: pique a abobora em pedaços médios, tempere com o mix de tempero caseiro e reserve. Em uma panela coloque 2 colheres de sopa de óleo a cebola e o alho, deixe até a cebola ficar transparente, refogue a abóbora, acrescente água para cozinhar e deixe a abóbora cozinhar. Quando estiver cozida retire-a da panela e coloque no liquidificador com o leite de coco, bata e após retorne para a panela, coloque a noz moscada, misture e deixe ferver mais 04 minutos.

Montagem: Coloque no prato um pedaço da carne de sol já fatiado, o purê de abóbora e polvilhe pimenta calabresa seca.

Dica: Não bata a abóbora com muito caldo do cozimento para que o purê não fique muito mole.
Dessalgue a carne de sol trocando a água a cada 4 horas e deixando dentro da geladeira.

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Arroz com Salmão

Olá, estou chegando mais tarde hoje, pois tinha muita coisa para resolver pela manhã, mas o almoço de hoje vai ser rápido, prático e deliciosamente saboroso.

Tinha uns filés de salmão em casa precisando serem consumidos mas queria fazer um prato único, pois estava com uma preguicinha....

Aí vi uma receita de arroz com bacalhau e pensei: 'ora, quem não tem bacalhau vai de salmão', e fui para cozinha e adapta daqui, cria dali, inventa acolá, ficou pronto o arroz. Queridas, ficou muito mas muito gostoso e claro que vocês não podem ficar sem experimentar.

Então bora para cozinha que hoje o almoço vai sair rapidinho, mas com um sabor de agradar até os paladares mais exigentes.


Para 03 pessoas:

03 files de salmão
mix de tempero caseiro (alho, sal e pimenta)
azeite q.b.
suco de 02 laranjas
02 xícaras de arroz 
03 dentes de alho
sal q.b.
01 cebola média em cubos pequenos
azeitona a gosto
50 ml de creme de leite fresco
cebolinha e salsa a gosto

Modo de fazer: Tempere os files de salmão com o tempero caseiro, deixe descansar 20 minutos. Em um frigideira acrescente o azeite e grelhe os filés de salmão deixando 05 minutos de cada lado. Desfie-os em lascas grandes. Em uma vasilha de vidro coloque o suco de laranja e as lascas do salmão grelhado, reserve.

Em uma panela coloque o azeite o alho, sal e refogue o arroz como de costume, cozinhe até ficar 'al dente'. Reserve.

Finalização: Em uma panela coloque 03 colheres de sopa de azeite a cebola, refogue, quanto a cebola estiver transparente acrescente as lascas de salmão com o suco de laranja, misture para incorporar os sabores, acrescente o arroz já cozido, misture delicadamente, acrescente as azeitonas, o creme de leite, misture para incorporar, coloque em fogo baixo e deixe até secar.

Dica: Se tiver pode ser feito com sobras de salmão. 
Se a frigideira que grelhou o salmão for grande pode finalizar o prato nela.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Camarão Dourado na Moranga

Olá, como foi o carnaval de vocês? O meu foi ótimo, pena que acabou tão rápido, agora só me resta esperar pelo próximo (kkk).

Hoje é quarta feira de cinzas, início da quaresma.

Para quem não sabe, a quaresma tem seu início hoje e seu término ocorre na Sexta Feira Santa. O tempo da quaresma é de quarenta dias, porém em dias corridos somam quarenta e sete pois, de acordo com o cristianismo, o domingo, que já é dedicado como o dia do Senhor, durante a quaresma não é contado. Após esse período, se inicia o Tríduo Pascoal, que termina no Domingo de Páscoa.

A Quaresma é o tempo litúrgico de conversão, que a Igreja Católica a Igreja Anglicana e algumas protestantes marcam para preparar os fiéis para a festa da Páscoa, durante este período, os fiéis são convidados a um período de penitência e meditação, por meio da prática da oração, da penitência e da caridade. (fonte:http://pt.wikipedia.org/wiki/Quaresma)

Fui criada na tradicional família mineira, católica de berço, com tias-avós irmãs de caridade; e que sempre esteve presente e participando ativamente, até hoje, das tradicionais festas católicas existentes em Curvelo/MG (minha terra natal).

Em razão disto a época da quaresma é para mim de oração, penitência e jejum e definitivamente seguimos a tradição de não comer carne no dia de hoje, eu a bem da verdade não como carne a quaresma toda.

Em razão disto hoje estou postando mais tarde, pois estou trazendo para vocês o que comemos no almoço, um camarão na moranga que vou contar um estória, vale a pena fazer em qualquer época do ano.

Então bora pra cozinha que ainda da tempo de você experimentar esta delícia no jantar.


01 abóbora moranga média
óleo para untar a abóbora
sal e pimenta do reino a gosto

Molho de camarão dourado:

750 gramas de filé de camarão
01 e 1/2 colher de suco de cebola
01 e 1/2 xícara de suco de laranja
01 e 1/2 colher de sopa de farinha de trigo
01 colher de chá de sal
01 colher de chá de açúcar
01 colher de sopa de mostarda
03 colheres de sopa de manteiga
02 colheres de sopa de cebolinha picada finamente
200 gramas de requeijão cremoso

Modo de fazer: Lave bem a abóbora moranga, com uma faca grande e afiada corte ao redor do cabo uma 'tampa' retire e reserve a tampa. Retire toda a semente da abóbora e um pouco da polpa. Passe óleo na casa da abóbora untando-a bem, inclusive a 'tampa'. 

Em uma vasilha que possa ir ao forno, coloque água até a metade e coloque a abóbora com a 'tampa' no lugar, cubra com papel alumínio e leve ao forno alto até a abóbora ficar 'al dente' (aqui em casa demorou 50 minutos, mas verifique a consistência com 30 minutos de forno.

Assim que a abóbora estiver no ponto retire do forno, escorra toda  água que estava no fundo da vasilha. Com auxílio de um colher solte a polpa da abóbora (deixando apenas o equivalente a 2 dedos nas casca), não retire a polpa de dentro da abóbora. Tempere com sal e pimenta do reino a gosto e reserve.

Em uma panela coloque a manteiga, o suco de cebola e o açúcar. Cozinhe, mexendo de vez em quando, até formar um caramelo. Acrescente os camarões, o sal a mostarda e a farinha de trigo. Misture bem e refogue por 2 minutos. Acrescente, cuidadosamente, o suco de laranja, mexendo sempre. Deixe cozinhar até ferver e o caldo engrossar ligeiramente, polvilhe a cebolinha, desligue e reserve.

Montagem: No fundo da abóbora coloque metade do requeijão cremoso, acrescente o molho de camarão dourado e a outra metade do requeijão, coloque a 'tampa' e leve ao forno médio por 20 minutos, coberta com papel alumínio.

Dica: Não deixe a abóbora cozinha muito pois ela vai retornar ao forno com o molho de camarão, eu deixo ela 'al dente' para que possa terminar de cozinhar com o molho.

Para fazer o suco de cebola, passe no processador 1/2 cebola média e depois passe pela peneira. 


sábado, 18 de fevereiro de 2012

É Carnaval e eu na concentração.

Tem um festa que eu amo de paixão, ela se chama C A R N A V A L!!!!!!

Pois é, eu sou igual integrante de escola de samba espero o ano todo para chegar o carnaval. Estou neste enrolo todo para falar para vocês que fui.....................................................................................

Quarta feira estou de volta!!!

Ah.... já ia me esquecendo: 





sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Lasanha de Legumes com Molho Branco

Há alguns dias a Mariana do blog Receitas para a Felicidade fez um lasanha de legumes assados, que me deixou muito, mas muito interessada em experimentar este sabor (se você ainda não conhece o blog da Mariana vale a pena dar um passadinha lá).

Fui para cozinha decidida a fazer a mesma lasanha, ocorre que aconteceu um pequeno problema na execução do meu prato, quando me dei conta não havia assados os legumes e sim cozinhado (rsss, pode?!), pois é, mas como não ia deixar de fazer aquela lasanha nem sob tortura o jeito foi adaptar, pois bem o resultado foi muito melhor do que eu esperava.

Gente é um prato leve, saboroso, não deixa aquela sensação pesada (que pelo menos eu tenho) da lasanha tradicional, com certeza é um prato que vai aparecer várias vezes lá em casa.

Então bora pra cozinha que ainda dá tempo de fazer esta delícia para o almoço, ah é excelente sugestão para minhas amigas blogueira que não comem carne.



500 gramas de legumes variados (usei cenoura, batata, chuchu, couve flor, milho)
massa para lasanha grano duro q.b.
200 ml de creme de leite
750 ml de leite 
01 cebola
02 colheres de sopa de farinha de trigo
sal e pimenta do reino a gosto
04 colheres de sopa de manteiga
noz moscada a gosto
queijo parmesão ralado a gosto

Modo de fazer: Pique os legumes em cubinhos pequenos, cozinhe em água com sal, após cozidos escora e reserve.


Para fazer o molho branco: No liquidificador bata o leite a cebola a farinha de trigo. Em uma panela coloque 02 colheres de sopa de manteiga deixe derreter, despeje a mistura do liquidificador, coloque sal e deixe cozinhar em fogo baixo até encorpar, acerte o sal se necessário, coloque a noz moscada e o creme de leite, misture, desligue e reserve.

Em outra panela coloque a manteiga restante deixe derreter e refogue os legumes cozidos, acerte o sal se necessário, despeje nos legumes cozidos  o molho branco, reservando um pouco de molho branco (sem legumes) para finalizar a lasanha.

Montagem: Em um refratário coloque no fundo molho branco com legumes, massa de lasanha, molho branco com legumes, massa, e assim sucessivamente, a última camada deve ser de massa de lasanha. Despeje por cima o molho branco reservado e o queijo parmesão ralado.

Leve ao forno médio por 40 minutos e forno alto por 15 minutos.

Dica: Coloque o refratário dentro de um tabuleiro de alumínio maior, para que o molho que derramar não caia no fogão.




quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Risoto de Filé com Cebola Caramelizada

Eu adoro risoto, mas já tinha um tempinho que ele não aparecia na minha cozinha, quando me dei conta disto corri para cozinha para corrigir meu lapso. Ora, como assim tanto tempo sem risoto.
E este risoto com cebola caramelizada, vou contar para vocês uma estória ficou de comer e pedir mais de tão gostoso.
Então bora pra cozinha que hoje no almoço vamos ter um risoto que é ficou do outro mundo.

400 gramas de filé picado bem pequeno temperado com sal e pimenta do reino moída
arroz arbóreo (usei 1/2 pacote)
200 ml de vinho tinto seco
1 e 1/2 litro de caldo de carne
01 cebola roxa média picada em meia lua fina
azeite q.b.
02 colheres de sopa de requeijão (usei creme de ricota)
02 colheres de sopa de manteiga
01 colher de sopa de talo de salsinha picadinho
Modo de fazer: Em um panela coloque azeite suficiente para fritar a cebola, coloque a cebola e deixe fritar, quando ela começar a dourar, mexa sem parar até ela ficar com a cor marrom clara (cuidado para não queimar, pois é muito rápido) retire e reserve.
Na mesma panela refogue o filé, quando ele estiver bem refogado, acrescente o arroz, e o vinho tinto, mexa e espere 03 minutos para o vinho evaporar, acrescente os talos de salsinha, misture e em seguida o caldo de carne, aos poucos, para ir cozinhando o arroz. Quando o arroz estiver 'al dente', coloque a manteiga e o requeijão, se necessário coloque mais um pouco de água, misture deixe mais 05 minutos. Desligue o fogo e deixe descansar por mais 05 minutos com a panela tampada.
Para servir coloque a cebola caramelizada por cima.

Dica: Quando a cebola começar a dourar não para de mexer e nem saia de perto da panela, pois é muito rápido e pode queimar.
Eu gosto do risoto um pouco mais cozido, por isto deixo um pouco mais que o ponto 'al dente'.
Eu usei as sobras do filé de segunda feira para fazer o risoto.


quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

E com vocês o Sr. Cabeça Verde


Oi pessoal, ontem tive um probleminha com a internet por isto não apareci por aqui. Mas hoje venho trazendo um post diferente que partiu de um ideia super legal.

A Alê do Pilotando um Fogão pediu ajuda para uma postagem com temas de comidas infantis que esta pretendendo fazer, na hora não sabia se ia participar, pois, apesar de sempre fazer,  não tinha foto de nenhuma. Mas estava doida para participar, pois a Alê é uma pessoa maravilhosa, com um estória de vida linda e emocionante e é por mim muito querida.

O prazo era até hoje e sabem né, como boa brasileira, deixei para última hora (rsss, sorry Alê).

Pois bem, não pensei em outra coisa a não ser apresentar para vocês um sujeitinho que sempre aparece lá em casa, o Sr. Cabeça Verde. 

Ele é um senhor muito legal que vive no reino de Vegetolândia, neste reino todas as pessoas são muito felizes, fortes e saudáveis pois comem muitas verduras, de todo tipo e todo dia.

E o Sr. Cabeça Verde é muito esperto, pois ele tem uma missão muito especial.  Ele olha todas as crianças do mundo e anota quem come verduras e quem não come verduras.

Ele tem um livrão verde e quem come verduras ganha estrelas neste livro e se torna uma criança feliz, saudável. Ah mas quem não come....  ganha pontinhos vermelhos no livro.... e se torna uma criança triste, fraca, sem cor que nem consegue brincar.

Com vocês o Sr. Cabeça Verde:




Então borá para cozinha e vamos fazer um Sr. Cabeça Verde para a criançada.

Modo de fazerO rosto é sempre feito da mistura de arroz com alguma outro legume, cenoura ralada, chuchu, abobora, abobrinha, vagem, etc (sempre picadinha ou ralada, neste usei  ½ cenoura ralada e refogada no azeite com alho e sal).

O cabelo é de alface cortadinha bem fina (ou qualquer outra verdura que possa ser consumida fria, mas o alface é o que tem melhor saída)  ele tem também enormes meias luas na cabeça que é por onde ele consegue captar todas as crianças do  mundo, (geralmente faço de tomate, mas pode ser meia rodela de cenoura cozida, ou de beterraba, sempre em cor que cria contraste).

A boca e os olhos uso pedaços de verduras que tenho (ervilha, tomate, cebolinha, vagem, etc.)

As orelhas são sempre de algum purê, neste usei de batata.

O corpo é a carne (sempre tenho que colocar botões de salsicha ou lingüiça).

E  apesar de não ser o ideal  tenho que colocar batata palha (ninguém é perfeito), afinal porque não pode ter batata frita no reino de Vegetolândia, perguntou meu filho, batata é verdurinha, (kkk), tive que me render.

Espero que seus filhos gostem do Sr. Cabeça Verde tanto quanto o meu.

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Filé com Legumes ao Molho a Moda Oriental

Tinha em casa uma peça de filé que havia ganhado do meu pai, pensando em um forma diferente de fazê-la imaginei que molho a moda oriental e legumes combinaria muito bem.

Ideia pronta e mãos a obra para executá-la. Ficou deliciosa o molho  combinou perfeitamente com o filé dando um sabor marcante, com gosto de quero mais.

Então bora para cozinha que hoje no almoço vamos ter filé ao molho oriental.


01 peça de filé limpa.
mix de tempero caseiro (sal, alho e pimenta)
02 cenouras grandes cortadas em palitos grossos
02 batatas grandes cortadas em palitos grossos

Para o molho oriental
01 xícara de molho de soja
01 xícara de molho inglês
01 cebola média em cubos
02 dentes de alho espremidos
01 colher de chá de gengibre ralado
01 colher de sopa de açúcar mascavo
01 xícara de molho de tomate caseiro
02 colheres de sopa de azeite
01 colher de sopa de farinha de trigo
sal e pimenta a gosto


Modo de fazer: Tempere o filé com o mix de tempero caseiro e reserve.

Molho Oriental: em um panela coloque o azeite o alho e a cebola, deixe refogar, quando a cebola estiver transparente coloque o açúcar mascavo, misture e deixe derreter (sem queimar) acrescente o molho de tomate, o molho inglês, o molho de soja, o gengibre, sal e pimenta, misture bem, coloque a farinha de trigo dissolvida em um pouco de água, deixe ferver. Após ferver, coloque o molho no liquidificador, bata e reserve.

Em um assadeira coloque papel alumínio em baixo de forma que o filé fique todo envolvido no papel alumínio, coloque o filé em cima os legumes ao lado e despeje o molho por cima. Feche todo o papel alumínio como se fosse um embrulho, deixando espaço para circular o ar.

Leve ao forno médio até assar (aqui em casa demorou 50 minutos). 

Sirva com os legumes e o molho por cima.

Dica: Coloque a parte brilhante do papel alumínio para dentro para ajudar na hora de assar. Faça um embrulho como papel alúminio de modo que todos os ingredientes, inclusive o molho fique dentro dele.



sábado, 11 de fevereiro de 2012

Bolo de Fubá Cremoso

Quer me agradar? Me dê um pedaço de bolo de fubá, sou simplesmente apaixonada neste bolo. 

Quando eu era adolescente comia muito na casa de uma amiga um bolo de fuba maravilhoso, tinha uma camada bem cremosa por dentro, com o queijo derretido, quase puxando no meio, hum... era o bolo de fubá perfeito. 

Só que esta amiga mudou de cidade e com ela se foi a receita do bolo de fubá perfeito. Desde então estou na saga para encontrar a receita deste bolo de fubá (uma tarefa difícil, mas ainda vou conseguir).

Dia destes passeando pelo blog da Tati do Panelaterapia, me deparei com uma receita de bolo de fubá simplesmente maravilhosa, que me encheu a boca, não tive dúvidas peguei a receita e fiz o bolo. Fiz apenas uma alteração, ao invés de queijo parmesão usei queijo minas.

O bolo é realmente muito, muito saboroso é tudo aquilo que a Tati falou no post, infelizmente não é a receita que tanto procuro, mas valeu a pena ter experimentado.

Então bora pra cozinha que não quero que vocês fiquem sem experimentar esta delícia no cafezinho da tarde.



4 xícaras (chá) de leite
4 ovos
2 xícaras (chá) de açúcar
2 colheres (sopa) de manteiga
1 xícara (chá) de queijo minas ralado
1 ½ xícara (chá) de fubá
2 colheres (sopa) de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó
manteiga e farinha de trigo para untar e enfarinhar a forma

Modo de fazer: Bata no liquidificador o leite, os ovos, o açúcar, a manteiga e queijo por 5 minutos. 

Acrescente o fubá, a farinha de trigo e bata até que obtenha um creme fofo. 

Acrescente o fermento em pó e misture. Despeje em uma forma untada e enfarinhada e leve para assar no forno preaquecido até dourar (usei forno a 200º, o meu demorou 40 minutos).

Dica: Nunca abra a porta do forno completamente para verificar se o bolo esta assado, abra só um pouco. Faça o teste do palito: enfie um palito no bolo se sair limpo esta assado.



sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Feijão Tropeiro do Tio Nenê - O melhor do mundo

No final de semana que passou fui para minha cidade e quando vou para lá, vocês já sabem né, a orgia gastronômica é grande; meus tios cozinham maravilhosamente bem. pena que desta vez a passagem foi rápida só fiquei 1 dia. 

Mas no sábado na casa da vovô o meu tio Nenê, que não é nenê,  fez um feijão tropeiro que é o melhor do mundo, como bem diz a minha irmã.

E eu que não sou boba nem nada entrei para cozinha de máquina na mão para registrar tudinho e mostrar o segredinho dele para vocês.

Então bora pra cozinha que hoje você vai se esbaldar com um feijão tropeiro que hum....


01 kg de feijão cozido 'al dente'
700 gramas de linguiça de pernil fina
700 gramas de linguiça defumada (aquela tipo palito de uma marca famosa) picada na diagonal
01 cebola roxa em rodelas
01 cebola branca em rodelas
08 ovos fritos e picados
600 gramas de torresmo frito
farinha de mandioca fina q.b.
sal e pimenta do reino a gosto
cheiro verde a gosto
óleo

Modo de fazer: Cozinhe o feijão na panela de pressão, deixando ele 'al dente', escorra a água do cozimento e reserve.

Em uma panela frite os ovos um a um, após fritos pique-os em pedaços médios e reserve.

Frite a linguiça (meu tio disse que é melhor assar ao invés de fritar) e pique em pedaços médios.

Frite o torresmo e reserve.

Em uma vasilha grande (ele usou uma bacia) coloque o feijão, o sal, a pimenta do reino, a cebola roxa e a branca e misture a farinha (foi no olhômetro, acredito que tenha sido +/- 3 xícaras de chá)

Na panela que usou para fritar os ingredientes, coloque se necessário mais óleo, acrescente o ovo, a linguiça de pernil, a linguiça defumada, misture, coloque o feijão já preparado, misture bem, coloque o torresmo (reserve um pouco para decorar) e misture. Abaixe o fogo e vá misturando sem parar, em movimentos de baixo para cima,  até todos os ingredientes estiverem bem quentes (+/- 20 minutos). Acrescente o cheiro verde, misture e desligue o fogo.

Coloque o feijão tropeiro em uma travessa de servir e acrescente os torresmos reservados por cima.

Sirva com molho azedo apimentado, arroz branco e uma salada.

Dica: Para cozinhar o feijão 'al dente', após iniciar a pressão na panela marque 30 minutos, deligue, retire a pressão e verifique (aqui em casa sempre é o tempo certo).

Para assar a linguiça afervente-a antes na água pura  e depois coloque em uma assadeira e leve ao forno até dourar (+/- 20 minutos).




quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Costelinha Picante ao Molho de Laranja e Limão

Sempre procuro formas novas, renovadas, repaginadas de preparar o mesmo alimento. E como já contei para vocês gosto imensamente de costelinha de porco.

E hoje ela vai brilhar novamente na minha cozinha, tenho certeza que vocês vão se surpreender e ficar viciadas no sabor.

Faço esta costelinha há muito muito tempo, a combinação do picante da pimenta com acidez do limão e da laranja é perfeita. E o que é melhor, é fácil de fazer.

Então bora para cozinha que hoje vamos comer uma costelinha de porco assada com laranja e limão que é da pontinha da orelha.


01 kg de costelinha de porco temperada com sal e pimenta do reino moída
02 cebolas grandes em rodelas médias
15 dentes de alho com casca
04 pimentas dedo de moça em rodelas
200 ml de suco de laranja
200 ml de suco de limão
manteiga q.b.

Modo de fazer: Tempere as costelinhas e deixe descansar por 30 minutos.

Em um refratário coloque as cebolas em rodelas, a costelinha, por cima acrescente a pimenta dedo de moça e os dentes de alho, regue com o suco de limão e de laranja. Coloque pedaços de manteiga.

Coloque no forno baixo até assar (média de 1 hora e 40 minutos).

Sirva a carne com o alho e a cebola. 

Dica: Assar o tempo todo em forno baixo não pode aumentar o forno (é o grande segredo do prato). 
Não use margarina, use sempre manteiga.


 


quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Salmão Assado na Crosta de Sal Grosso

Gente esta receita chegou as minhas mãos através de uma amiga muito querida, a Lena, ao ler a receita fiquei, para dizer o mínimo, curiosa, pois nas explicações dizia que assim que o peixe estivesse assado o couro sairia inteirinho junto com o sal grosso.
A minha amiga, que nunca tinha testado a receita, me garantiu que dava certo (onde já se viu garantir algo que não testou, mas tudo bem!), e perguntou se eu poderia fazer para testar. E como eu, em matéria culinária, tenho que provar para crer, peguei a receita, passei no mercado comprei um belo salmão, as ervas do recheio (que adaptei) o sal grosso e fui para casa. 
Pois é amigas, teste feito: é impressionante o couro do peixe sai inteirinho depois de assado. 
Ah, já ia me esquecendo, e o sabor que o sal grosso e as ervas dão a este peixe, hum... você não pode ficar sem provar. Meu degustador profissional, leia-se Marido, disse que é de longe a melhor receita que fiz até hoje. (Ah, o peixe partiu na hora que ia colocar na travessa, por isto ficou despedaçado, mas o sabor não se perdeu, rsss.)
Então bora para cozinha que a receita hoje é sensacional.... hum....
Você vai precisar:
01 salmão inteiro de 2,5 kg limpo por dentro e sem escamas mas sem nenhum recorte na pele
02 kg de sal grosso
1 molho de coentro
05 ramos de manjericão
01 cebola média em rodelas grossas
06 dentes de alho partido ao meio
Modo de fazer: Em uma assadeira grande o suficiente para colocar o peixe, coloque 01 kg de sal grosso de modo que o peixe fique em cima dele, com exceção da cabeça e do rabo.
Na cavidade da barriga coloque o coentro, manjericão, a cebola e o alho, feche. Coloque o restante do sal grosso por cima do peixe, menos na cabeça e no rabo.
Leve ao forno médio para assar (aqui em casa demorou 1 hora e 30 minutos).
Após assado com auxilio de duas espátulas vá soltando a pele de cima do peixe, a pele que ficou por baixo solta na hora que você tira o peixe da assadeira.
Dica: Peça ajuda de outra pessoa na hora que for soltar a pele e de transferir o peixe para outra travessa, para que não aconteça igual ao meu.
Pode usar outro peixe inteiro, mas dê preferência para peixes de carne mais firme.