quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Enformado de Batata com Cenoura e Abobrinha

Algumas verduras nunca faltam na minha cozinha e vira e mexe faço uma coisinha com elas, é o caso da cenoura, da abobrinha, do chuchu, por isto peço desculpas se as vezes sou repetitiva com alguns ingredientes, é porque são muito bons (para mim pelo menos são).

Hoje vai brilhar, de novo, na minha cozinha a cenoura e a abobrinha italiana, mas de um jeito que ainda não tinha feito aqui, mas que tenho certeza que vocês vão gostar.

Tinha pegado uma receita de torta de batata com legumes, mas como não tinha todos os ingredientes resolvi pegar um pouquinho de uma receita, um pedacinho de outra, uma pontinha de uma outra e surgiu este enformado, que deste o início imaginei que não tinha como ficar ruim. E é claro ele não me desapontou, ficou muito saboroso, o alho no recheio deu um sabor muito especial e a textura dada pelo creme de ricota fez a diferença.

Então bora para cozinha que hoje vamos ter um enformado de batata com cenoura e abobrinha que você vai ter que experimentar.



03 batatas grandes cozidas 
01 cenoura grande ralada
01 abobrinha italiana média ralada
01 ovo
farinha de trigo q.b. (+/- 01 xícara)
01 colher de café de fermento em pó
07 colheres de sopa de azeite
250 gramas de creme de ricota
05 dentes de alho
sal e pimenta do reino moída a gosto
queijo parmesão para polvilhar.

Modo de fazer: Coloque as batatas em uma vasilha e amasse com um garfo ou passe pelo espremedor, acrescente o ovo, 04 colheres de sopa de azeite, sal, pimenta do reino e o fermento, misture, vá colocando a farinha de trigo  aos poucos e amassando até começar a soltar das mãos (não é ponto muito duro, um pouco mais mole que o de nhoque).

Em um refratário untado cubra o fundo com a massa de batata. Reserve.

Em uma panela coloque 03 colheres de sopa de azeite e o alho leve ao fogo, quando o alho começar a dourar, coloque a cenoura e a abobrinha raladas, coloque sal, misture e deixe fritar misturando sem parar +/- 05 minutos.

Coloque este refogado em cima da batata, cubra com o creme de ricota, polvilhe queijo parmesão ralado e leve ao forno pré aquecido por +/- 30 minutos.

Dica: Se o refogado der muita água escorra um pouco antes de colocar sobre a massa de batata.

Pode substituir o creme de ricota por requeijão ou catupiri.




Almôndegas de Porco ao Forno

Eu adoro carne moída e também todas as suas variações, mas isto eu já contei para vocês. 

Algum tempo atrás, vendo uma revista (não me lembro qual) vi uma receita com almôndegas de porco e fiquei muito curiosa, pois pasmem, nunca tinha passado pela minha cabeça moer carne de porco. Fiquei com aquela receita na cabeça por muito tempo mas depois me esqueci.

Semanas atrás lendo as revistas Receita Minuto, aquelas que contei que tinha comprado, tinha uma receita muito interessante de almôndegas ao forno, na hora que li pensei: e porque não almôndegas de porco ao forno, aí foi só esperar a oportunidade certa. E eis que surge na minha cozinha duas novidades (pelo menos para mim) carne de porco moída e almôndegas ao forno. E tenho que confessar que  novidade deliciosa, realmente não esperava que fosse todo este sabor.

A almôndega de carne de porco é muito suave, um sabor indescritível e na minha opinião, a almôndega assada ficou muito mais macia do a feita na panela. Lá em casa foi só elogios.

Usei como base a receita constante na Revista Receita Minuto Ano 3 nº 41 pág. 21, mas fiz algumas adaptações e incrementei a receita original, vou ensinar a receita como eu fiz.

Então bora pra cozinha que ainda da tempo de fazer para o almoço e você não vai querer ficar sem os elogios deste prato.


1/2 quilo de pernil de porco moído com 50 gramas de bacon
01 cebola média
02 dentes de alho
1/2 pimenta de cheiro
06 folhinhas de hortelã
01 ovo
01 colher de sopa de sal
01 xícara de farinha de trigo
01 xícara de farinha de trigo integral
azeite

Modo de fazer: Bater no liquidificador os temperos: cebola, alho, pimenta de cheiro, hortelã, ovo e sal. Reserve.

Coloque a carne de porco moída em uma vasilha e despeje o tempero por cima, misture bem.

Acrescente a farinha de trigo e a farinha integral, misture. Acerte o sal.

Faça bolinhas, coloque em uma assadeira untada com azeite, coloque um fio de azeite sobre as almôndegas.

Asse em forno alto, pré aquecido, por +/- 30 minutos ou até dourar.

A receita rende +/- 30 almôndegas pequenas.

Dica: Pode substituir a carne de porco por carne de boi e se quiser acrescentar cheiro verde no tempero.

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Bolinho de Arroz Assado

Adoro bolinho de arroz, pena que é fritura e como sempre estou tentando manter a dieta, evito frituras.

Mas na semana passada me deu um vontade irresistível de comê-los, bem que tentei resistir a tentação, mas... cedi e mãos a massa fui eu para cozinha fazer bolinho de arroz.

Comecei a misturar os ingredientes da receita e não sei onde errei, mas a massa ficou mole difícil de moldar, ai fiquei pensado: "E agora? Se colocar mais farinha de trigo corro o risco de ficar duro. O que fazer?!"  (acho que isto já deve ter acontecido com vocês né?! Começar a fazer uma receita e no meio do caminho perceber que não vai dar certo e ficar sem saber o que fazer).

Pois bem, neste momento me veio uma ideia "e se eu assar ao invés de fritar?" Resultado, resolvi tentar e... gente ficou muito, muito bom. E sem contar que pude comer sem culpa, pois não era fritura (que dizer um pouco menos de culpa, pois light também não era, rss).

Então bora para cozinha que do meu erro surgiu o acertadíssimo bolinho de arroz assado e tenho certeza que você não quer ficar sem experimentar.


02 xícaras de chá de arroz cozido (sobras)
01 xícara de chá de queijo ralado
1/2 xícara de chá de leite
03 ovos
01 xícara de chá de farinha de trigo
01 colher de sopa rasa de fermento em pó
02 colheres de sopa de cebolinha verde
01 pimenta de cheiro em rodelas finas (opcional)
sal a gosto
azeito para untar

Modo de fazer: Em uma vasilha coloque nesta ordem, arroz, queijo ralado, ovo, leite, farinha de trigo, cebolinha verde, pimenta misture bem todos os ingredientes, coloque o fermento e misture levemente.

Em um refratário untado com azeite coloque a massa e leve para assar em forno médio por +/- 45 minutos

Dica: Se optar por fritar os bolinhos, molde-os com o auxílio de duas colheres de sopa e coloque para fritar em óleo quente, virando de lado quando dourar.

Se quiser pode acrescentar cenoura ralada na massa.


segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Pão Integral com Passas e Rapadura

Hoje na minha cozinha tem pão integral, semana passada várias das minhas amigas blogueiras trouxeram receitas de pães maravilhosos e eu fiquei totalmente contagiada pelo espírito padeiro que baixou na blogosfera.

Resultado, neste final de semana fiz meu primeiro pão integral e pedindo licença a todas as amigas 'padeiras' por ser o primeiro não poderia ser um receita muito sofisticada.

Então pesquisei na net e no site Tudo Gostoso encontrei uma receita que atendia ao que eu procurava, e de posse da receita, mãos ao obra, ou melhor mãos na massa.

Ainda tenho que fazer um ajuste aqui e outro ali, mas gostei imensamente do resultado, o sabor é delicioso a textura é exatamente o que esperava, um pão leve e muito saboroso.

Ah e a receita rende muuuuuuuuuito.

Então bora para cozinha que hoje é dia de pão integral.



02 xícaras de chá de água morna
01 xícara de chá de óleo
03 colheres de café de  de sal
03 ovos
1/2 xícara de chá de açúcar mascavo
01 colher de sopa de mel
03 tabletes ou 45g de fermento biológico (pão)
04 xícaras de farinha de trigo integral
farinha de trigo comum (até dar o ponto, cerca de 500 a 750g)
01 xicara de chá de uva passas sem sementes.
01 xícara de chá de rapadura picada.

Modo de fazer: Bater no liquidificador a água morna, o óleo, o sal, os ovos, o açúcar mascavo, o mel e o fermento.

 Transferir o liquido para uma vasilha e colocar a farinha integral, misturar bem para que dissolva completamente, acrescentar a farinha de trigo, aos poucos, sovando até não grudar nas mãos (usei 750 gramas).
Fazer uma bola com toda a massa e deixar crescer até dobrar de volume, coberta  por um pano de prato limpo. Após dobrar de tamanho dividir a massa em duas partes.

 Abrir uma das massas e colocar uva passas sem sementes e sovar para incorporar na massa, modele do jeito que quiser e colocar em uma assadeira, ou colocar na forma própria para pão.

Abrir a outra metade da massa e colocar a rapadura no meio, fechar a massa e modelar do jeito que quiser, ou colocar na forma própria para pão.
Deixar os pães crescendo nas assadeira, cobertos com pano de prato limpo, até que, quando pressionados com o dedo, a massa permaneça afundada, (+/- 1 hora) não  retornando ao ponto original. 

Assar em forno com temperatura mínima (+/- 40 minutos) e aumentar para média somente quando começar a dourar (+/- 20 minutos)

Dica: Se preferir pode modelar pães pequenos.

Para saber a hora certa de ira ao forno, assim que terminei de sovar a massa retirei um pedaço pequeno da massa, fiz um bolinha e coloquei em um copo cheio de água, quando a bolinha subiu pus no forno.




sábado, 26 de novembro de 2011

Salada de Frios

Ainda nas comidinhas que servi no aniversário do Príncipe Augusto, temos a salada de frios. 

Esta salada é muito versátil podendo ser apresentada como salada, que é como gosto de fazer, ou como tábua de frios. De qualquer modo uma coisa é fato, não há quem não goste.

Além de tudo é simples, fácil e rápido de fazer e se você for receber alguém em casa com certeza este prato vai brilhar e você pode montar tudo junto igual eu fiz, ou fazer porções menores com dada um dos ingredientes, depende do seu gosto. 

Então bora pra cozinha que hoje vamos fazer uma salada de frios que vai fazer sucesso.


600 gramas de queijo muçarela picado em cubos
600 gramas de presunto picados em cubos
01 caixa de tomatinhos cereja previamente lavados e secos (não usei)
250 pequenos de azeitona recheada
01 vidro de pimenta biquinho em conserva
01 vidro de ceboulete  em conserva
02  blanquet de frango fatiados em rodelas finas (pode substituir por salaminho, blanquet de peru, chester, etc., em fatias)
azeite e sal q.b.

Modo de fazer: Em um vasilha coloque o queijo, o presunto, o tomate, a azeitona, a pimenta biquinho e a ceboulete, misture bem. Acrescente o azeite a gosto e misture, coloque sal se necessário. Reserve.

Em uma saladeira aberta disponha em volta o blanquet de frango, coloque no centro os frios misturados, leve a geladeira por pelo menos 01 hora antes de servir.

Dica: Se preferir pode montar cada um dos ingredientes separadamente em vasilhas menores ou em uma tábua grande.

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Linguiça cozida na Cidra

A postagem de hoje é em homenagem ao dia internacional da cerveja, ao começo do final de semana, a sexta feira!

Lá em casa, faço um aperitivo apreciado por todos e sempre que tem um festinha este não pode faltar, é simples rápido de fazer e muito gostoso.

O adocicado da cidra harmoniza muito bem com a linguiça de pernil e a calda caramelada que forma no final do cozimento dá um toque especial.

Então bora para cozinha que hoje para bebemorar o final de semana, vamos ter um aperitivo para lá de especial.


01 kg de linguiça aperitivo (usei a Coquetel da Pif Paf)
01 garrafa de cidra cereser sabor maça (só serve esta marca e este sabor)

Modo de fazer: Em uma panela colocar a linguiça, já separados os gomos, e a cidra. Levar ao fogo alto para cozinhar.

A medida que for cozinhando, a cidra vai reduzindo e vai formando um caramelado na panela, quando começar a caramelar passe a mexer com uma colher a linguiça par que fique toda envolvida no caramelado. 

Quando a cidra tiver reduzido completamente e ficar apenas a calda caramelada bem grossa, desligar.

Colocar em uma vasilha e servir.

Dica: Já experimentei com outras marcas de cidra e até mesmo com espumantes adocicados, mas nenhum deu o sabor que a cidra cereser sabor maça dá a linguiça. 

Deixe secar quase totalmente a calda caramelada que forma na panela, mas mexendo sempre para envolver toda a linguiça.



quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Tagliatelle com Ragu de Pernil

Sabe o pernil que fiz no aniversário do meu filho? Pois é sobrou um pouco, não muito, o suficiente para experimentar uma receita que a muito estava me instigando, o ragu.

Minha intenção aqui não foi fazer a receita original de ragu e como bem diz a Tati do Panelaterapia, atualmente todo carne desfiada ou cozida por muito tempo envolta em um molhinho é chamada de ragu, por isto com a sobra do pernil suíno fui para o fogão e pus em prática o ragu.

Confesso a vocês que ainda não tinha feito, mas vai se tornar o molho oficial da minha casa é realmente um show os sabores agregados.

Ah claro, a minha estrela veio acompanhada de uma massa, queria até por o nome do prato devia ser Ragu de Pernil com Tagliatelle, mas achei que soaria muito estranho.

Então bora para cozinha que hoje vamos comer uma massa com ragu de pernil simplesmente maravilhoso.


01 pacote de macarrão tagliatelle grano duro
02 xícaras de chá de sobras de pernil suíno picados em cubos bem pequenos ou desfiados
1/2 pimentão vermelho em cubinhos
1/2 pimentão amarelo em cubinhos
02 pimentas de cheiro verdes em rodelas finas
01 cebola média em cubinhos
700 ml de molho de tomate 
azeite q.b
04 dentes de alho espremidos
sal a gosto

Modo de fazer: Cozinhe o macarrão conforme instruções do fabricante, escorra e reserve.

Em um panela coloque 03 colheres de sopa de azeite e a cebola, deixe até a cebola caramelizar, coloque o pernil, misture bem e deixe dar uma leve refogada. Acrescente os pimentões, a pimenta de cheiro, refogue por 03 minutos, coloque o molho de tomate  e deixe ferver por mais ou menos 40 minutos ou até reduzir, acerte o sal se necessário. Reserve.

Em outra panela coloque 05 colheres de sopa de azeite e o alho espremido, quando o alho começar a dourar, despeje o macarrão cozido e envolva delicadamente a massa no azeite e alho. Deixe 04 minutos e desligue.

Sirva a massa com o ragu de pernil por cima, ou se preferir despeje todo o ragu na massa e incorpore na massa.

Dica: Se não tiver pernil já cozido faça com 400 gramas de pernil suíno picados bem pequenos. Pode usar outras carnes da sua preferência.





quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Farofa Fria

Ainda para o almoço do aniversário do meu filho para acompanhar o pernil com abacaxi e outras coisinhas mais, (calma, muito calma que guardei um pouquinho de tudo para vocês) fiz esta farofa que adoro.
A primeira vez que comi esta farofa foi na casa da minha comadre, a mãe dela, D. Maria, quem fez. Gente foi paixão gastronômica a primeira vista, simplesmente não conseguia para de comer, faltou pouco para abraçar a vasilha e não deixar ninguém mais comer, rsss.
Resultado, sai de lá levando uma marmita de farofa e claro, a receita, pois vocês não podiam ficar sem experimentar esta farofa. E além de gostosa, é excelente opção para quem não come carne.
Então bora pra cozinha que hoje vocês vão experimentar uma farofa fria simplesmente maravilhosa.
Você vai precisar:
01 lata de milho verde (milho em conserva)
01 lata de ervilha (ou 200 gramas de ervilha fresca)
08 ovos cozidos picados bem pequenos
150 gramas de azeitonas picadas
02 cenouras raladas
01 pimenta dedo de moça em fatias finas (opcional)
cebolinha verde a gosto
01 xícara de farinha de milho em flocos pequenos
01 xícara de farinha de mandioca em flocos pequenos
200 ml de azeite extra virgem
05 dentes de alho espremidos
sal a gosto
Modo de fazer: Em uma frigideira colocar todo o azeite, o alho espremido e o sal, levar ao fogo, assim que o alho começar a dourar desligar e esperar esfriar. Reserve.
Em uma vasilha grande colocar a cenoura ralada, o milho, a ervilha, azeitona, a pimenta, misturar bem, acrescentar o ovo cozido picado, misturar, a cebolinha verde, misturar bem. Acrescentar a farinha de milho, misturar, a farinha de mandioca misturar. Despeje o azeite com alho e sal por cima, misture para incorporar a farofa.
Coloque em uma vasilha e sirva fria.
Dica: Se não quiser colocar o alho, não é necessário levar o azeite ao fogo.





terça-feira, 22 de novembro de 2011

Pernil Assado com Abacaxi

Olá, estou atrasada, né?! E ontem nem apareci na minha cozinha. Tsss, tsss.

Já contei a vocês que tenho uma alter ego, Fernanda a advogada, pois é, em razão do meu trabalho tem andado muito atarefada cumprindo diversos prazos, compromissos, enfim, nestas ultimas semanas as coisas tem ficado um pouco complicadas. Mas vamos dando um jeitinho, afinal sou brasileira.

Hoje, para compensá-las trouxe um prato muito especial, fiz no almoço de aniversário do meu filho, todos gostaram e repetiram, e é realmente muito bom. E é uma excelente opção para a ceia ou almoço de Natal ou Ano Novo.

O fato do pernil ser cozido antes de assar o deixa mais suculento, quem nunca experimentou fazer desta forma, vale a pena tentar.

Então bora para cozinha que hoje vamos ter pernil assado com abacaxi.



01 pernil de 08 quilos (serve 30 pessoas)
alho q.b.
pimenta do reino em grão q.b.
500 ml de suco de limão
mix de tempero caseiro (alho, sal, cebola e pimenta)
01 cebola
02 pimentas de cheiro
mostarda
óleo
03 abacaxis em rodelas de 01 dedo

Modo de fazer:  Faça furos no pernil com uma faca ou garfo, passe o mix de tempero caseiro por todo o pernil, faça furos com a faca e introduza alho e pimenta do reino em grão por todo o pernil. Coloque em um saco plástico culinário, despeje o suco de limão. Feche o saco e deixe na geladeira por no mínimo 48 horas.

Bater no liquidificador 01 cebola, 05 dentes de alho, a pimenta de cheiro e 05 colheres de sopa de óleo. Reserve. Em uma panela (grande o suficiente para caber o pernil) coloque óleo, o tempero que bateu no liquidificador, deixe refogar, coloque o pernil e o caldo que ficou no saco. Deixe refogando e vá colocando água até o pernil cozinhar. Mais ou menos 05 horas.

Quando ver que o pernil está cozido, mas a carne ainda não esta soltando do osso, passe o pernil para uma assadeira, pincele mostarda por todo o pernil e leve ao forno alto por mais 01 hora, para dourar e chegar no ponto certo.

Para o abacaxi:

Na panela que cozinhou o pernil, retire o excesso do caldo e guarde, deixando apenas o suficiente para cobri  fundo da panela, deixe reduzir no fogo um pouco, quando estiver quase seco, coloque as rodelas de abacaxi, e deixe o abacaxi cozinhar e começar a fritar, vire os abacaxis, deixe mais um pouco. Retire e coloque em uma travessa.

Servi o pernil com o abacaxi.

Dica: Não deixe o abacaxi amolecer, ele tem que estar cozido mas ainda firme. 
O caldo da carne que retirou da panela guarde na geladeira e pode usar depois para fazer molhos, ragu, etc.





sábado, 19 de novembro de 2011

Pirão de Dobradinha

Vocês conhecem dobradinha de boi? Ou como é popularmente conhecida bucho de boi? 

O bucho de boi é o estômago do boi, que limpo e picado é uma verdadeira iguaria que se transforma em maravilhosos pratos nas mãos dos mais diversos cozinheiros.

E é uma das minhas comidas preferidas.

Infelizmente não é um prato apreciado por todos, alguns acham que a carne tem um cheiro muito forte, outros que o sabor não agrada e muitos não gostam pelo simples fato de ser o estômago do boi e na grande maioria das vezes, quem diz que não gosta não chegou sequer a experimentar.

Confesso que as vezes compramos algumas com o cheiro forte e realmente não é a corte mais bonito de se ver, principalmente crua (por isto não trouxe uma foto da dobradinha crua), mas o sabor, este sim é muito bom. E ao contrário do cheiro, cozida a carne não tem cheiro e nem sabor forte.

A minha receita preferida é na forma de pirão feita, é claro pela minha mãe. No feriado estava na casa dela e claro teve que ter pirão de dobradinha. E eu  não podia deixar vocês sem experimentar.

Então bora para cozinha que hoje vocês vão experimentar pirão de dobradinha.


01 kg de dobradinha limpa e picada em pedaços de 02 dedos de largura
04 dentes de alho 3espremido
01 colher de chá de corante de urucum
01 cebola roxa em cubos
02 tomate em cubos 
1/2 pimentão vermelho em cubos
sal e pimenta do reino moída a gosto
02 pimentas dedo de moça em rodelas
farinha de mandioca fina 
cheiro verde a gosto
02 colheres de sopa de óleo

Modo de fazer: Em uma panela de pressão coloque o óleo e o alho, deixe até o alho começar a dourar, coloque o corante de urucum, misture, acrescente a dobradinha o sal e a pimenta do reino e refogue por 10 minutos misturando sempre para não grudar no fundo da panela. Cubra com água e tampe a panela. Após começar a chiar marque 30 minutos e verifique se já esta cozida, se não estiver, volte para a pressão.

Assim que a dobradinha estiver cozida, volte com a panela destampada para o fogo (se tiver muito caldo na panela deixe ferver até reduzir o caldo), acrescente a pimenta dedo de moça, o tomate, a cebola, o pimentão, misture, acerte o sal. Deixe ferver por mais 03 minutos. Misture a farinha de mandioca aos poucos mexendo sem parar até atingir o ponto de pirão, abaixe o fogo e deixe ferver por mais 05 minutos.

Dica: NUNCA jogue água quente na dobradinha crua, pois ela endurece. Se achar que esta com cheiro forte coloque de molho na água com vinagre, deixe umas duas horas e depois lave em água fria corrente.
Eu gosto do pirão um pouco mais mole, mas fica a critério de cada um a consistência.




sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Frango Caipira

Hoje na minha cozinha vamos comer frango caipira. Um franguinho caipira tem o seu lugar de destaque na mesa, né?! 

Lá em casa é sucesso garantido. Meu marido, meu pai, irmão, tios, todos adoram. Para agradá-los fiz o um franguinho caipira que ficou, hum.... de comer rezando.

Então bora para cozinha que hoje no almoço vamos ter frango caipira.


01 frango caipira picado
sal, alho, pimenta de cheiro a gosto
01 colher de chá de corante de urucum
01 cebola média roxa em cubos
01 tomate em cubos
1/2 pimentão vermelho em cubos  
cheiros verde a gosto
oléo q.b

Modo de fazer: Tempere o frango, já picado, com alho, sal, pimenta de cheiro e o corante de urucum. Reserve.

Em uma panela coloque óleo suficiente para refogar, coloque o frango e refogue, vai dar água, a medida que a água for secando vá colocando água quente, aos poucos, até cozinhar o frango.

Quando estiver cozido colocar a cebola, o tomate e o pimentão, misturar. Deixe ferver por mais 10 minutos, se necessário colocar mais água.

Sirva com cheiro verde por cima.

Dica: Se quiser colocar o sangue do frango espere o frango cozinhar e coloque com cuidado os pedaços de sangue para cozinhar no caldo do frango. Colocar com muito cuidado para que ele não 'quebre', depois que colocar deixar cozinhar, não mexer para que o sangue não misture ao caldo.




quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Torta Aberta de Alho Poró e Bacon

Segunda feira estava com uma vontade de comer uma torta diferente, e resolvi experimentar esta receita, não retirei de nenhum lugar, peguei uma parte de várias receitas juntei tudo e...... tchan tchan... deu muito certo.

A torta ficou deliciosa, um manjar para os Deus. Na casa da minha avó não sobrou para quem quis.

Então bora para cozinha que esta torta você com certeza tem que experimentar.


Para a massa:

03 ovos 
01 xícara de chá de farinha de trigo
1/2 xícara de chá de óleo
01 colher de sopa de fermento em pó
01 xícara de chá de leite
sal a gosto
azeite para untar

Modo de fazer: Bater todos os ingredientes da massa no liquidificador. Untar um refratário com azeite, despejar a massa. 
Levar ao forno por 30 minutos. Desligar o forno e deixar a massa dentro do forno.

Dica: Não colocar em forno pré-aquecido.

Para o recheio:

01 alho poró picado em fatias finas.
400 gramas de bacon em cubinhos
02 xícaras de chá de leite
03 colheres de sopa de farinha de trigo
01 cebola média
200 gramas de requeijão cremoso

Para a cobertura:

200 gramas de queijo minas ralado
4 ovos batidos

Modo de fazer: Bater no liquidificador o leite, a cebola e a farinha de trigo. Reserve. 

Em uma panela fritar o bacon, quando estiver bem frito, escorrer o excesso de gordura e acrescentar o alho poró em fatias, misturar e refogar até o alho poró murcha totalmente, colocar o que bateu no liquidificador, misturar e deixar ferver em fogo baixo até engrossar. Quando estiver bem grosso colocar o requeijão, misturar, acertar o sal, se necessário e desligar.

Retirar o refratário com a massa do forno, colocar o recheio por cima.

Misturar os ovos batidos com o queijo e colocar por cima do recheio.

Levar para assar por 30 minutos.

Dica: O recheio deve ficar bem grosso, pois quando coloca o requeijão ele fica mais ralo.



quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Lombo Grelhado com Creme de Espinafre e Batatas Salteadas na Manteiga de Alho

Olá gente, estou super atrasada hoje para o almoço, mas ainda em tempo para o jantar.

Não me culpem, foi culpa da ressaca pós feriado. Estava viajando e cheguei ontem tarde. E hoje, a manhã foi para colocar as coisas lá em casa em ordem.

Após a orgia gastronômica do feriado prolongado, hoje o almoço foi mais balanceado e com muito sabor, este creme de espinafre ficou simples e maravilhoso, a combinação de todos os sabores do prato, então ficou divina.

Então bora para cozinha que para o jantar tenho certeza que dá tempo de você fazer.


Para o Lombo Grelhado:

07 bifes de lombo de porco cortados para grelha
suco de 01 limão
sal e pimenta do reino moída a gosto
manteiga e azeite q.b.

Modo de fazer: Tempere os bifes com o suco de limão, sal e pimenta do reino moída a gosto e deixe descansar por 15 minutos.

Em uma grelha de fogão colocar um pouco da manteiga e do azeite, deixar esquentar, colocar os bifes de porco, deixe até ficarem bem passados, virando de lado a cada 05 minutos.

Dica: Se não tiver grelha de fogão usar frigideira comum. Se você tiver grelha elétrica não colocar óleo.

Para o Creme de Espinafre:

01 xícara de chá de espinafre
02 xícaras de chá de leite
02 colheres de sopa de farinha de trigo
01 cebola pequena
02 colheres de sopa de azeite
sal e pimenta do reino moída a gosto

Modo de fazer: Separar as folhas do espinafre, lavar bem, deixar na água com vinagre por 30 minutos. Lavar em água corrente e colocar no escorredor. Reservar.

Ferver uma água e jogar nas folhas de espinafre, deixar escorrer e reservar.

Bater no liquidificador o leite, o espinafre, a cebola, a farinha de trigo e o sal (+/- 01 colher de café).

Em uma panela colocar o azeite, deixar esquentar um pouco, acrescentar o creme de espinafre, e a pimenta do reino moída, misturar e deixar cozinhar em fogo baixo por 20 minutos ou até engrossar.

Para as Batatas Salteadas na Manteiga de Alho:

05 batatas grandes picadas em cubos médios
03 colheres de sopa de manteiga em temperatura ambiente
06 dentes de alho espremidos
sal a gosto
salsa desidratada ou salsa fresca

Modo de fazer: Em uma panela com água e sal, coloque as batatas para cozinhar. Assim que estiverem cozidas, coloque no escorredor e reserve.

Misture bem a manteiga com o alho até obter uma pasta homogênea.

Em uma panela coloque a manteiga de alho para derreter, assim que derreter toda a manteiga e começar a fritar o alho, coloque a batata, envolva na manteiga, acerte o sal, e salpique salsa desidratada ou fresca. Deixe 05 minutos e desligue o fogo.

Dica: Não deixe a batata muito cozida, pois senão ela vai desmanchar quanto misturar na manteiga de alho.